Observatório

Observatório

20/11/2012 08:24


LEVANTAMENTO
Levantamento feito pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul nos últimos dez anos mostrou que dos cinco mil inquéritos civis que tramitaram na área do patrimônio público, 4.200 deles foram arquivados ou se chegou a um acordo. “Concentrou-se tempo e energia em casos que nem deveriam chegar ao Ministério Público”, disse o procurador de Justiça Mauri Valentim Riciotti, Corregedor-Geral do MPE.

FISCALIZAR
O corregedor apontou dois problemas que levaram a essa situação: primeiro, segundo ele, houve a falha dos controles internos nas Prefeituras que poderiam alertar o prefeito de meras irregularidades que, se corrigidas, evitariam a abertura do inquérito. Em segundo lugar, as Câmaras Municipais deixaram de cumprir com o papel importantíssimo de fiscalizar as ações do Executivo. Em Três Lagoas, por exemplo, são pouquíssimos os vereadores que fazem esse trabalho e que sabem o verdadeiro papel do vereador.

CHATO
“Ele é chato, mas é competente”. Essa é a declaração de algumas pessoas em relação ao secretário de Obras, Getúlio Neves. Em tom de brincadeira, Getúlio disse que não gosta dessa comparação. Na verdade, é que o secretário de Obras é muito técnico e exige que as coisas sejam feitas da maneira correta, por isso, às vezes, desagrada alguns.

SECRETÁRIO
Falando na Secretaria de Obras, o nome do engenheiro Ailton Pereira é cotado para assumir a pasta. Getúlio Neves comentou que o arquiteto Fayez José Rizk seria um bom nome para ocupar o cargo, uma vez que ele já trabalhou na Prefeitura na gestão da ex-prefeita Simone Tebet e foi um dos responsáveis pela elaboração e revisão do Plano Diretor.

SECRETÁRIO II
Ainda sobre os rumores sobre o secretariado, há quem acredite que Sávio Bernardes deve realmente deixar a Secretaria de Esportes, apesar de ser competente e técnico. Os nomes cotados para assumir o seu cargo são do ex-vereador Waldomiro Aguirre e de Luciano Dutra. Este último, inclusive, já foi secretário da pasta, na gestão da ex-prefeita Simone Tebet.

AUDITORIA
A auditoria que a prefeita Márcia Moura havia anunciado para o Hospital Auxiliadora ainda não teve início. Será que vai ocorrer mesmo?

 


Redação