Região

Brasilândia suspende cesta básica e dá cheque de R$ 130

Prefeitura mantém auxílio financeiro para 83 famílias beneficiadas por programa social

25/01/2013 08:24


A Prefeitura de Brasilândia fez nessa semana o primeiro repasse de ajuda financeira para famílias beneficiárias de programa de transferência de renda após a transição administrativa. A distribuição de cestas básicas está suspensa. 

Segundo o prefeito Jorge Diogo (PT), a ajuda com cesta de mantimentos será retomada assim que a Prefeitura regularizar o sistema de compra, que precisa de licitação pública. Já a distribuição de ajuda financeira segue mensalmente. São R$ 130 por família. Estão cadastradas no programa Protege Brasilândia 83 famílias.

O auxílio financeiro foi entregue quarta-feira pelo prefeito e a secretária de Assistência Social, Eliane Lopes Leite, e a vice-prefeita Márcia Amaral. Segundo a secretária Eliane Lopes, a licitação das cestas já está sendo finalizada e acredita que a distribuição será normalizada logo. 

“O Programa Protege Brasilândia visa suprir as necessidades daquelas pessoas que realmente precisam de algum auxílio. Para nós é uma grande satisfação ver que esta ação pode ajudar a vida de muita gente”, disse o prefeito na cerimônia de distribuição.

O PROGRAMA
De acordo com a Prefeitura, “Protege Brasilândia” é um programa municipal de transferência de renda que oferece auxílio emergencial, de até seis meses, às famílias em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é cobrir no universo de pessoas carentes os idosos, deficientes, adolescentes, gestantes, nutrizes e crianças menos de sete anos de idade em situação de vulnerabilidade. 

Por meio do programa, a prefeitura desenvolve ações como auxílio para as despesas com saúde e transporte de doentes, acolhimento a gestante carente, recém-nascido e crianças de até um ano de idade. 

Segundo a Secretaria de Assistência Social, é necessário que a família seja integrante do cadastro único da Secretaria de Promoção Social e Desporto Comunitário. Não há restrição caso a família também seja beneficiária de outros programas federais ou estaduais cujo auxilio seja insuficiente naquele momento.  

Para saber mais sobre o programa, os interessados poderão se dirigir ao CRAS, localizado na avenida São José, próximo ao ESF II, no Loteamento José Rodrigues da Silva, ou na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, na rua Bartolomeu Viana Cavalcante, 1035, bairro Jardim Camargo. É preciso apresentar todos os documentos pessoais e, se possível, o número do Cad Único.

Divulgação