Três Lagoas

Mais de 10 mil pessoas devem ser vacinadas contra a gripe

No ano passado, 12.603 pessoas foram imunizadas, o que significa um percentual de 85,20% da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde

28/03/2013 11:18


A Campanha de Vacinação Contra a Gripe, em Três Lagoas, será realizada de 15 a 24 de abril, nas Unidades Básicas de Saúde. A dose imuniza contra os vírus (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Esses são três subtipos dos micro-organismos da gripe que mais circularam no inverno passado.  O público-alvo abrange crianças de seis meses a dois anos, gestantes, idosos a partir de 60 anos, indígenas e profissionais da área da saúde. Entretanto, neste ano o Ministério da Saúde (MS) ampliou a campanha para dois novos grupos de pessoas: mulheres até 45 dias após o parto e portadores de doenças crônicas – nesse caso, é necessário ter receita médica.

Na cidade, serão disponibilizadas mais de 15 mil doses da vacina. De acordo com Humberta Azambuja, coordenadora municipal de Imunização, em 2012 a meta era vacinar 14.792 pessoas. Desse total, 12.603 foram imunizadas - 85,20% da meta. Desse percentual, o MS preconiza uma cobertura vacinal de 80%. “Três Lagoas superou o percentual estabelecido”, disse. E continuou: “Para este ano, por conta desses dois grupos novos no público-alvo, ainda não há como prever o número de pessoas que deverão ser imunizadas”, explicou Humberta.

DIA D
O Dia D da Campanha de Vacinação Contra a Gripe será no dia 20 de abril. Nessa data, haverá um mutirão. Assim, profissionais da Saúde estarão imunizando pessoas na Feira Livre de Três Lagoas das 6h às 11h; no Postão, das 8h às 16h, e também nas Unidades Básicas de Saúde, até às 16h.

Segundo Humberta, o medo da população em relação à vacina da gripe vem diminuindo. No ano passado, o setor de Imunização conseguiu atingir a meta imposta pelo MS, que é imunizar 80% do público-alvo. Já, para este ano, a expectativa é de que o órgão três-lagoense também ultrapasse os números estabelecidos.

SUSPEITO
Um homem de 41 anos, morador do Vila Nova, está internado no hospital Auxiliadora, desde a última segunda-feira, com suspeita de estar com gripe A/H1N1. Segundo informações do médico pneumologista, Douglas Henry Borges, foi colhido material e enviado para o laboratório para análise. O resultado ainda é aguardado.

H1N1
A gripe A é uma doença séria que pode levar à morte. A vacina imuniza a população contra esse vírus. 

SINTOMAS
Segundo o Ministério da Saúde, os principais sintomas da gripe A são a febre alta, entre 38º e 39º, dores musculares, de cabeça, de garganta e nas articulações, irritação nos olhos, tosse, coriza, cansaço, falta de apetite. Em alguns casos, podem ocorrer vômito e diarreia.

Redação