Aquecido

Três Lagoas fecha trimestre com R$ 70 milhões em transações imobiliárias

Levantamento considera transações de compra e venda registradas no Cartório de Registro de Imóveis da cidade

03/05/2016 05:00


Apesar da crise econômica, o setor imobiliário de Três Lagoas está aquecido. No primeiro trimestre deste ano, o município registrou R$ 70,3 milhões em compra e venda de imóveis. Os dados constam no levantamento realizado pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, calculados com base em dados de transações imobiliárias do período de janeiro a março de 2016.

Para este levantamento, levou-se em consideração as transações de compra e venda registradas no Cartório de Registro de imóveis de Três Lagoas. Em janeiro, houve R$ 20,9 milhões em transações imobiliárias; em fevereiro, R$ 21,3 milhões e, em março, R$ 28 milhões. Se comparados os dados de fevereiro e março, houve um acréscimo de 31,3%.

Os dados coletados e analisados pelo Núcleo evidenciam que, embora esteja instalada uma crise econômica no país, Três Lagoas teve saldo positivo no setor, no primeiro trimestre de 2016

Para a pesquisa foram analisadas seis faixas de movimentação imobiliária: de R$ 0 a 50 mil, de R$ 50 mil a R$ 100 mil; de R$ 100 mil a R$ 200 mil; R$ 200 mil a R$ 500 mil; de R$ 500 mil a R$ 1 milhão e acima de R$ 1 milhão. Essa última faixa foi a que deteve crescimento mais expressivo em valor movimentado. No entanto, foram apenas quatro negócios que, acumulados no trimestre, somaram R$ 23 milhões.

As operações entre R$ 50 mil a R$ 500 mil foram as mais expressivas no período. Em janeiro essa faixa atingiu R$ 10,7 milhões em transações imobiliárias; em fevereiro, atingiu a casa dos R$ 11,9 milhões e, em março, R$ 12,3 milhões.

Ainda de acordo com o levantamento, em janeiro foram 84 operações de até R$ 50 mil; 72 em fevereiro, e março foram realizados 36 registros de imóveis. As operações de R$ 100 mil a R$ 200 mil, cresceram 56,6% atingindo 58 operações em março.

Já as transações com valores entre R$ 50 a 500 mil são mais expressivas em volume e em número de registros uma vez que os dados apresentam 266 operações que atingiram a marca de R$ 30 milhões.

O Núcleo de Pesquisa conclui que, o saldo positivo apresentado pelo setor imobiliário de Três Lagoas é reflexo do período econômico que o município se encontra, principalmente devido à expansão de grandes unidades industriais na cidade.


Ana Cristina Santos