Eleições 2016

Três nomes são indicados para vice de Ângelo Guerreiro

Partidos montam lista tríplice para compor a chapa liderada pelo PSDB

09/07/2016 09:22


Três nomes foram indicados para vice do deputado estadual Ângelo Guerreiro (PSDB) na disputa pela Prefeitura de Três Lagoas nas eleições deste ano. O vereador Marcus Bazé, do DEM; o médico e empresário Paulo Jorge Salomão Nery, do PSDB, e o empresário João Juveniz, do Solidariedade, que já foi vice de Guerreiro nas eleições municipais de 2012.

Nesta sexta-feira (8), Guerreiro se reuniu com presidentes dos partidos que fazem parte do bloco de apoio à sua pré-candidatura para verificar se as demais agremiações pretendiam indicar nomes, bem como para iniciar negociações sobre coligações proporcionais.

Para a escolha, Guerreiro disse que foi levada em consideração a postura e a penetração que o seu futuro vice tenha perante empresários e médicos. “Isso oferece segurança, credibilidade e agrega outras classes sociais, sem contar que pode contribuir muito na administração”, destacou.

Embora não tenha confirmado, a reportagem apurou que o médico Paulo Salomão deve ser o escolhido para ser o vice. Paulo é de família tradicional e influente na cidade. Ele agregaria votos perante a classe empresarial e médica. Seria um complemento a Guerreiro, que tem maior penetração na classe mais popular. 

Ao ser questionado se o vice não teria de ser de outro partido, Guerreiro disse que não vê problema ser do próprio PSDB. “Seria até mais viável, para que não crie ‘ciumeira’ e desarmonia. Mas, estamos abertos ao dialogo e queremos ouvir a opinião de todos os partidos. A gente sabe que unanimidade é difícil, mas seria interessante que isso acontecesse. Vamos respeitar a vontade da maioria”, destacou. 

Além da indicação de vice, Guerreiro disse que existem outras questões que precisam ser discutidas, como as coligações proporcionais e uma futura composição na administração. “Temos que analisar também as conjunturas para não prejudicar alguns candidatos a vereador. As coligações proporcionais são importantes”, destacou.

O PSDB deve “bater o martelo” na semana que vem sobre o vice, já que o partido negocia com outras agremiações, como o PSB. 
Atualmente, o PSDB tem apoio do Solidariedade, PR, PTdoB, PRB, PPL, PP, PMN, PRP, PSC e DEM.


Ana Cristina Santos