Comunidade

Em Paranaíba, poeira leva crianças à Santa Casa

Bebê de três meses internado com problemas pulmonares

13/07/2016 18:53


O programa jornalístico Jornal do Povo que vai ao ar de 11h às 12h pela rádio Cultura FM 106.3 MHz, de Paranaíba, recebeu através de Whatsapp inúmeras mensagens de moradores dos bairros Daniel 7 e Daniel 3 que reclamavam da poeira causada pelos serviços de patrolamento realizados pela prefeitura em ruas. Foram muitas as reclamações, e isto levou a equipe de jornalismo a visitar o bairro.

A equipe constatou que a poeira levantada por caminhões e patrolas no bairro Daniel 7 pode ser a responsável pela incidência de casos de problemas respiratórios  envolvendo crianças que precisaram  ser levadas a Santa Casa de Misericórdia de Paranaíba. O caso mais recente é da bebê, Maria Clara, de três meses, que passou dois dias internada por conta de problemas pulmonares.

De acordo com sua mãe, Yascara Paula, a bebê ficou com febre e foi levada à Santa Casa. Durante a consulta e depois de realizados os exames, a médica pediatra indagou sobre hábitos pessoais para identificar a origem do problema na bebe e quando a mãe mencionou que reside no bairro Daniel 3, recebeu a informação de que a poeira poderia estar causando o problema no pulmão da bebê e que várias outras crianças do bairro já foram atendidas pela mesma causa.

Maria Clara ficou em observação médica e sua mãe foi alertada para que caso a febre não passasse era melhor procurar outra residência, pois a poeira poderia fazer mais mal à saúde da criança. A mãe da bebê disse que há dois meses morando na cidade, na região do bairro Daniel 3, observou que a região está recebendo serviços de patrolamento com a promessa de asfaltamento. “Eles passam com a patrola fica o poeirão, eles jogam água e falam que o asfalto está chegando, mas nunca chega. Parece que querem deixar mais para perto da eleição ”, afirma Yascara.

Para agravar a situação ela revela que o serviço de coleta de lixo não passa pelo bairro há uma semana. “Há um acumulo de lixo que atrai moscas e isso faz mal não só para a gente como para as crianças. Já ajunta o lixo e com os escorpiões que estão aparecendo. É um sério risco para a gente”, assinala a mãe preocupada.  


Roberto Chamorro