Big Brother

Sem manutenção, mais da metade das câmeras de monitoramento não funcionam

Sistema foi instalado em Três Lagoas em 2015 para ajudar no combate à criminalidade

19/01/2017 10:29


Mais da metade das câmeras de monitoramento instaladas em diversos pontos de Três Lagoas não estão funcionando por falta de manutenção, segundo informou o comandante da Polícia Militar, tenente-coronel James Magno de Morais.

De acordo com ele, venceu o contrato com a empresa que fazia a manutenção dessas câmeras, e não foi renovado. O contrato era de uma empresa especializada com a prefeitura.

Segundo o comandante, das 35 câmeras, 13 não funcionam. As demais, o funcionamento varia de acordo com o tempo. “Quando chove, o tempo muda, algumas ficam sem funcionar, mas depois voltam. Agora , 13 estão com defeito mesmo”, disse Morais.

No início desta semana, o prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) se reuniu com o secretário de Justiça e Segurança Pública, José Barbosa, para discutir a questão, entre outros assuntos relacionados à área.

Na manhã de hoje, o comandante se reúne com Guerreio para discutir assuntos de segurança. O tenente-coronel informou que a prefeitura está verificando o contrato com a empresa.

As câmeras foram instaladas em junho de 2015 para contribuir com a segurança pública e ajudar na redução da criminalidade. O investimento foi de R$ 1,2 milhão, fruto de convênio firmado entre o município e a Petrobras, e faz parte das ações mitigadoras devido à instalação da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados 3 (UFN 3).
 


Ana Cristina Santos