Três Lagoas

Polícia encontra operários em situação análoga a trabalho escravo

Trabalhadores estavam em alojamento degradado e não estavam legalizados

04/04/2017 10:18


Policiais militares encontraram um grupo de trabalhadores em condições análogas à escravidão, em Três Lagoas. Eles estavam em uma carvoaria, que funciona dentro de uma fazenda, no km 440, que entre o município de a cidade vizinha Brasilândia. O flagrante foi feito na tarde desta segunda-feira (3) depois que a PM recebeu uma denúncia anônima.

Os trabalhadores estavam em um alojamento com condições insalubres (sem energia elétrica, colchões velhos e sujos, banheiro precário) e sem material de higiene pessoal. O grupo não era legalizado e não utilizava equipamentos de segurança individual (EPI), segundo consta do boletim de ocorrência registrado pelos policiais. Além disso, os operários relataram que não têm assistência médica e nem carteira de trabalho.

Fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e procuradores do Ministério Público do Trabalho (MPT) foram acionados e estiveram na fazenda para a fiscalização e procedimentos legais. O proprietário da carvoaria também acompanhou as diligências no local. Ele deverá prestar esclarecimentos na delegacia sobre o flagrante e o trabalho dos funcionários foi interrompido nesta terça-feira (4) para investigação.  


Kelly Martins