Após rodovias

Trabalhadores fazem ato contra a reforma da Previdência em praça

Protesto se concentra na Praça Ramez Tebet, no Centro de Três Lagoas

28/04/2017 11:11


Após protesto em trechos de duas rodovias, que cortam Três Lagoas, manifestantes realizam ato, na Praça Ramez Tebet, no Centro. De acordo com organizadores, mais de mil trabalhadores de várias categorias e militantes de movimentos sociais estão no local contra as reformas da Previdência e da legislação trabalhista, propostas pelo governo federal. O ato ocorre de forma pacífica e é acompanhado por equipes da Polícia Militar. Os policiais ainda não fizeram estimativa de público.

Com faixas, cartazes e carros de som, os manifestantes caminharam pelas ruas da região central e gritaram palavras de ordem contra o presidente Michel Temer (PMDB). Antes disso, interditaram trechos da BR-158, que dá acesso ao município de Brasilândia, e BR-262, no perímetro urbano, na saída de Três Lagoas.

O congestionamento nesses pontos chegou a três quilômetros, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Um grupo de trabalhadores também interditou trecho da BR-158, sentido ao município de Selvíria. Nesse momento, as pistas já foram liberadas e o protesto está concentrado na Praça Ramez Tebet.

Um dos organizadores da manifestação, Nivaldo dos Reis, informou ao JPNEWS que cerca de três mil pessoas participaram do ato, que iniciou às 5h desta sexta. Trabalhadores do Instituto Nacional de Seguridade Nacional (INSS) aderiram ao protesto e a sede do órgão está fechada para atendimento ao público.

Os trabalhadores também tentaram fechar as agências bancárias, porém, o funcionamento dos bancos na cidade ocorre normalmente, conforme informou o Sindicato dos Bancários.

Dessa forma, os trabalhadores pretendem protestar durante toda esta sexta na área central.  A greve geral é organizada por 10 sindicatos de Três Lagoas, entre eles, da educação, da construção civil, de papel e celulose, dos auditores fiscais, dos professores universitários, entre outros.


Kelly Martins