Rádios On-line
8510
Território Teen

Agora é a Microsoft quem diz não ao Yahoo!

14 NOV 2008 - 08h:00Por Redação

CEO da Microsoft, Steve Ballmer, diz que o tempo de comprar o Yahoo! já passou, mas acena com parceria em buscas.
Após a saída de Jerry Yang do comando do Yahoo! surgiram novas especulações de que a empresa de buscas e a Microsoft voltariam a conversar sobre uma fusão.

Jerry Yang se opôs fortemente à fusão em 2007 e, por isso, seria um obstáculo à retomada do diálogo. Com Yang fora do caminho, uma operação de compra seria mais provável.

Embaladas pelas especulações de fusão, as ações do Yahoo! subiram mais de 10% ao longo desta quarta-feira (19). O ganho, no entanto, foi todo perdido quando Steve Ballmer deu declarações públicas dizendo que não pretende comprar a empresa de buscas.


Ballmer afirmou que no novo contexto de crise econômica a fusão não faz mais sentido para os acionistas da Microsoft. A companhia dona do Windows já não conta com um cenário tão favorável para uma aquisição que lhe consumiria bilhões de dólares.


Ballmer disse, no entanto, que sua empresa tem interesse numa parceira com o Yahoo! para distribuir publicidade online. O Yahoo! tem muita audiência nos Estados Unidos, mas nem sempre consegue preencher todos os seus page views com anúncios. Uma parceria com a Microsoft substituiria à colaboração com o Google, uma vez que Google e Yahoo! desistiram de compartilhar anúncios e receitas.


Para analistas de Wall Street é difícil entender o que há por trás de decisões como as de Yang, de deixar o posto de CEO, ou de Ballmer, de afirmar que uma fusão já não interessa mais. Uma possibilidade é que Steve Ballmer deseje sim a fusão, mas dê essas declarações para pressionar o Yahoo! e eventualmente comprá-lo por um preço ainda mais baixo.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864