Rádios On-line

André agora tem R$ 733 milhões para pacotão de obras em MS

Conforme o governador, as obras deverão ser iniciadas entre o fim de maio e o mês de junho de 2013.

7 MAR 2013 - 10h:33Por Redação

O BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social divulgou na tarde de ontem que aprovou financiamento de R$ 733,5 milhões ao Estado de Mato Grosso do Sul para viabilizar a execução do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Regional. A operação, no âmbito das linhas Logística – Modal Rodoviário e BNDES Estados, contempla obras viárias, construção e ampliação de unidades universitárias, construção de hospital e apoio aos arranjos produtivos locais.

A colaboração financeira do BNDES corresponde a aproximadamente 60,6% dos projetos, orçados em R$ 1,2 bilhão. Além de garantir a quitação do financiamento, o Estado será responsável pelo investimento direto do montante complementar com recursos próprios.

No total, as ações deverão gerar 4.350 empregos diretos. “Mato Grosso do Sul obteve essa aprovação graças aos bons números econômico-financeiros, ao equilíbrio promovido pelo nosso governo”, disse o governador André Puccinelli ao comentar a aprovação. “É um dinheiro nosso, com o qual faremos inúmeras obras, como a unidade da Uems em Campo Grande, rodovias, arranjos produtivos locais, enfim, uma série de investimentos”.

Conforme o governador, as obras deverão ser iniciadas entre o fim de maio e o mês de junho de 2013.

O projeto prevê a pavimentação e readequação de 422 km de rodovias, revitalização de outros 696,4 km e implantação e adequação de intercessões e acessos, beneficiando 29 municípios sul-mato-grossenses. Essas obras serão responsáveis pela geração de 3 mil postos de trabalho.

Em Campo Grande, a construção da unidade universitária da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) vai empregar 300 profissionais de ensino superior, beneficiando 1,8 mil alunos e 24 mil usuários de serviços de saúde. Já a ampliação da unidade da instituição em Dourados vai abrir vagas para 50 novos profissionais, aumentando a oferta de vagas em mais de 500 estudantes.

Com a construção do Hospital Regional de Três Lagoas, serão criados 400 empregos. A obra vai beneficiar 250 mil pessoas, com previsão de 7,5 mil internações e 84 mil atendimentos ambulatoriais por ano.

Outro item contemplado é o apoio aos arranjos produtivos locais, a partir da estruturação de atividades tradicionais desenvolvidas pelas comunidades e de iniciativas que visem a organizar novas áreas econômicas, com o uso sustentável dos recursos naturais da região. Essas atividades deverão gerar 600 empregos diretos, beneficiando um público total de mil pessoas.


Deixe seu Comentário

TVC Canal 13