Rádios On-line
7868
CULTURA APARECIDA TABOADO

Campo Grande está em 2º lugar em qualidade de ensino dentre capitais

Desde as primeiras edições, Campo Grande vem superando as metas do Ideb.

15 AGO 2012 - 15h:19Por Redação

  As escolas da rede municipal de Campo Grande tiveram o segundo melhor desempenho, assegurando a vice-liderança no ranking da qualidade do ensino entre as 27 capitais brasileiras medido pelo IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) 2011, divulgado ontem (14) pelo Ministério da Educação. Com média de 5,8 nas séries iniciais e 5,0 nas séries finais, os alunos superaram as metas estabelecidas para o ano de 2015.

Desde as primeiras edições, Campo Grande vem superando as metas do Ideb. A Capital sul-mato-grossense obteve em 2007 o índice de 5,1 – meta 4,3; 2009 obteve 5,2 - meta 4,6. Já nos anos finais, a Reme atingiu em 2007 o índice de 4,5 – meta 3,8; 2009 obteve 4,8 – meta 3,9. A primeira colocada no Ideb, entre as escolas municipais, está Florianópolis (SC).

O prefeito Nelson Trad Filho atribui os bons resultados, principalmente ao trabalho feito em equipe. “A educação sempre foi prioridade na nossa gestão. Todos se dedicam e merecem o louvor dessa conquista em Campo Grande. Adotamos a política da priorização do investimento da educação não apenas nas obras físicas, mas também no pessoal”, disse o chefe do executivo municipal.

Apesar do resultado do Ideb colocar Campo Grande atrás de Florianópolis, que ficou em primeiro lugar entre as redes municipais das capitais, a qualidade educacional da Reme, dada pela proficiência na Prova Brasil, é superior a de Florianópolis, conforme explica a superintendente de Gestão Estratégica da Semed, Soraya Regina de Hungria Cruz. “A equação é muito simples: em Florianópolis adotou-se o regime de progressão automática em que não ocorre a reprovação. Significa que as notas da prova são tanto nos anos iniciais quanto dos finais, superiores as de Florianópolis. Mas como o Ideb também relaciona o número de reprovações e já que pelo regime da outra Capital não há reprovação, foi onde ficamos atrás”, explica.

Em nível estadual, Campo Grande domina os rankings das melhores escolas públicas do Mato Grosso do Sul no Ideb, principalmente na última etapa do ensino fundamental. Com índice de 7,4, a Escola Municipal Geraldo Castelo ficou em primeiro lugar entre as escolas municipais da Capital.

Alguns dos principais fatores que levaram a Reme a superar metas do Ideb são a qualificação dos professores e o acompanhamento permanente do desempenho dos alunos. O presidente da ACP – Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública, Geraldo Alves Gonçalves, comemora o resultado do Ideb e reforça o investimento feito na área, por meio das políticas executadas na atual gestão. “O prefeito mais uma vez demonstrou que valoriza a categoria e, desde o seu primeiro mandato, todos os investimentos os quais o prefeito apostou surtiram efeitos muito positivos. A avaliação que fazemos é mais do que positiva. O prefeito entende que valorizando o profissional, ele consegue atingir o objetivo maior que é fazer com que o aluno aprenda com uma educação de qualidade. O avanço se faz com políticas públicas relevantes como as que ocorrem hoje em Campo Grande, que está em um patamar superior e o resultado do Ideb demonstra o que estou falando”.

O que é o Ideb - O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) em 2007 e representa a iniciativa pioneira de reunir num só indicador dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações.

Os resultados do Ideb permitem traçar metas de qualidade educacional para os sistemas. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
7201