Rádios On-line

Com alta rentabilidade, soja já ocupa 80 mil hectares de pasto em MS

O plantio toma lugar, em parte, do espaço onde havia pasto.

4 MAR 2013 - 09h:01Por Redação

Mato Grosso do Sul, que já foi conhecido como “o Estado do boi”, reduz, ano a ano, seu rebanho bovino, que se rende a outras atividades. No momento, o golpe mais forte vem da soja, que, nesta safra, volta a ocupar uma área de 2 milhões de hectares, o que não ocorria desde 2005. O plantio toma lugar, em parte, do espaço onde havia pasto. A estimativa é de redução de 80 mil hectares de área de pastagem no Estado. A maior liquidez e a disparada de preços da oleaginosa ajudam a explicar essa situação: de 2011 para 2012, a saca do produto passou, no Estado, da média de R$ 40,70 para R$ 59,17, alta de 45%.

O quadro atual se relaciona ao desenho do agronegócio nos últimos anos, com recuo da pecuária bovina e crescimento de outras atividades, entre as quais a da soja. O rebanho bovino do Estado reduziu 17% em cinco anos: eram 26,06 milhões de cabeças em 2006 e caiu para 21,55 milhões em 2011 (dado mais recente), conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nesse período, MS passou de segundo (atrás apenas de MT) a quarto lugar em volume de rebanho (perdendo para MT, MG e GO). O enxugamento da pecuária bovina – situação que não se restringe ao Estado nem ao País – é tamanho que torna problemática a relação entre oferta e demanda de carne.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13