Rádios On-line
TROCA

Coronel assume Comando-Geral da Polícia Militar de MS

Governador Reinaldo Azambuja participou da solenidade de posse do novo comandante-geral

29 FEV 2016 - 13h:22Por Redação

Em solenidade presidida pelo governador Reinaldo Azambuja e com a presença do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Silvio Maluf, o coronel Jorge Edgard Júdice Teixeira assumiu o Comando-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira, 29. Formado em direito, dentre as diversas funções ocupadas na instituição pelo oficial está a de comandante da extinta e respeitada Tropa Ostensiva de Repressão Armada (TORA).

Júdice assume o comando em substituição ao coronel Deusdete Souza de Oliveira Filho, que foi para a reseva remunerada da Polícia Militar após um ano à frente do Comando-Geral. Entre os desafios do novo comandante estão a redução dos índices criminais e valorização da tropa, um trabalho que é prioridade do Governo do Estado e que já vinha sendo feito. “Daremos continuidade a diversas políticas de melhoria institucional e valorização da nossa tropa e trabalhar com uma presença mais ostensiva e o mapeamento necessário para a realização de ações com foco na redução dos índices criminais”, pontuou o novo comandante-geral.

Durante a solenidade de troca de comando, o governador destacou que o objetivo é fortalecer as estruturas e valorizar o efetivo visando uma proximidade maior da polícia com a população nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. “É uma troca, mas que dará continuidade ao mesmo espírito de trabalho de reestruturação para fortalecer a Polícia Militar aqui no Mato Grosso do Sul, com aumento do efetivo e melhoria das nossas estruturas, formação dos quadros, treinamento, inteligência e monitoramento”, frisou Reinaldo Azambuja.

Ao passar o Comando-Geral para o substituto, o coronel Oliveira afirmou que todas as metas estipuladas no início do governo foram cumpridas pela Polícia Militar que teve um incremento de 937 novos soldados, ascensão profissional de 1.084 praças, 56 oficiais, recebimento de 12 novas viaturas locadas e 3.200 armas. Ações que, segundo ele, foram essenciais para a realização de operações que resultaram na abordagem de mais de 400 mil pessoas no último ano, com a condução de mais de 22 mil delas às Delegacias da Polícia Civil.

“Nós também apreendemos  mais de 2.500 veículos, 4.100 armas de fogo e recapturamos mais de 4 mil foragidos da Justiça, o que permite que tenhamos uma sensação de dever cumprido, a mudança é daquele que está na cadeira, mas os mandamentos e as providências que estavam anteriormente em vigor elas continuam, visando o crescimento da instituição, valorização dos policiais militares e melhoria da segurança pública em todo o Estado”, disse o ex-comandante.

O secretário Silvio Maluf frisou que a Polícia Militar continuará firme frente aos desafios, com trabalhos ostensivos, ações e operações focadas na redução de todos os crimes, especialmente aqueles cometidos contra a vida e contra o patrimônio. “Nós já vínhamos fazendo esse trabalho e conseguimos quedas significativas nos índices criminais ao longo do ano passado e com o trabalho dos nossos valorosos homens e mulheres, guerreiros que se superam a cada dia para prestar um melhor serviço de segurança à sociedade, a expectativa é alcançar um resultado ainda melhor este ano”, disse o secretário de Segurança.

O Subcomando-Geral da Polícia Militar foi ocupado pelo coronel Francisco Assis Ovelar, que acumula também o cargo de comandante do Comando de Policiamento Metropolitano.

Sobre o novo comandante

O coronel Jorge Edgard Júdice Teixeira é natural do Estado do Rio de Janeiro, formado na academia de Polícia Militar do Estado de Minas Gerais em 1990, formado em direito pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e pós-graduado em Direito do Estado e das Relações Sociais também pela UCDB.

No último ano Júdice integrou a cúpula da Polícia Militar como braço direito do coronel Oliveira, ocupando o cargo de subcomandante. Dentre as diversas funções exercidas na instituição estão a de comandante da extinta e respeitada TORA, comandante do 7º e 9º Batalhão da Polícia Militar, ajudante-geral da Polícia Militar e diretor de Planejamento Estratégico da Corporação.

O oficial já foi condecorado com a medalha Tiradentes, medalha de Ouro por 30 anos de serviço, medalha do Mérito Policial Militar, medalha Imperador Dom Pedro I, do Corpo de Bombeiros, medalha Prêmio, da Polícia Civil e medalha das Nações Unidas, pela participação na intermediação no conflito em Angola, de julho de 1995 a agosto de 1996.

Deixe seu Comentário