Rádios On-line
TABAGISMO

Estado de Mato Grosso do Sul tem o terceiro maior índice de fumantes do país

Cerca de 17,8% da população sul mato-grossenses maiores de 18 anos são fumantes

29 AGO 2016 - 14h:16Por Eliana Cristini

Responsável por mais de 50 enfermidades cardiovasculares e respiratórias crônicas, o tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo mundo. Embora a porcentagem de fumantes em Mato Grosso do Sul e de todo Brasil estar diminuindo, a estimativa da Organização Pan-Americana de Saúde aponta que em 2030 o tabaco matará aproximadamente 8 milhões de pessoas por ano, contando que 80% dessas mortes ocorrerão em países desenvolvidos, como o Brasil.

Dentre todos os problemas e consequências derivadas desse vício,  o Sistema Único de Saúde (SUS) afirma que o custo total atribuído ao tabagismo é de quase 21 milhões, que se referem, além da assistência médica, perda produtividade e morte prematura.

Em Mato Grosso do Sul, cerca de 17,8% da população, acima de 18 anos, é fumante, segundo  Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) realizada em 2014. A proporção de quase 18%, maior que o percentual total do país (14,7%), faz Mato Grosso do Sul ocupar a terceira posição entre os estados brasileiros, ficando atrás apenas do Acre (18,8%) e Paraná (18,1%). ?

CONSEQUÊNCIAS

Doenças cardíacas, doenças pulmonares crônicas, câncer de pulmão e Acidente Vascular Cerebral (AVC) são responsáveis por 83% desses gastos atribuíveis ao tabaco.

De acordo com orientações médicas, o cigarro pode causar impotência sexual no homem, complicações na gravidez, aneurismas arteriais, infecções e doenças respiratórias, úlcera do aparelho digestivo, trombose vascular, entre outras doenças graves. (Com informações Noticias MS)

Deixe seu Comentário