Rádios On-line
CBN LIVE EUGENIO MUSSAK

MS tem pior janeiro em criação de empregos formais em 11 anos

Estado gerou 384 postos em janeiro de 2013, segundo Caged

23 FEV 2013 - 10h:45Por Redação

Mato Grosso do Sul gerou 384 empregos com carteira assinada em janeiro de 2013, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira (22) pelo Ministério do Trabalho. O resultado é o pior para o primeiro mês do ano em 11 anos.

Até então, a geração de postos de trabalho formais em janeiros tinha sido mais baixa em 2010 – 1.689. Nos dez anos anteriores a 2013, os índices sempre ficaram próximos ou acima de 2 mil. Em janeiro de 2012, por exemplo, foram criados 1.970 empregos.

Segundo o Caged, os setores que mais contribuíram para o resultado deste ano foram a construção civil (+993 postos) e agropecuária (+411 postos), cujos saldos superaram a perda registrada em serviços (-309 postos), comércio (-471 postos) e indústria de transformação (-283 postos).

O acréscimo em relação ao estoque de assalariados de dezembro de 2012 foi de 0,08%. Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, no acumulado dos últimos 12 meses, o montante de empregos gerados atingiu 21.186 postos de trabalho, correspondendo a um aumento de 4,48%, de acordo com o Ministério do Trabalho.

Municípios
Três Lagoas lidera o ranking dos municípios sul-mato-grossenses com mais de 30 mil habitantes, com saldo de 945 postos de trabalho formais. Na sequência dos municípios com saldo positivo, vem Paranaíba (154), Nova Andradina (103), Naviraí (51) e Coxim (11).

Entre os que tiveram valor negativo na geração de empregos, estão Aquidauana (-44), Ponta Porã (-46), Corumbá (-117), Dourados (-199) e Campo Grande (-426).

Deixe seu Comentário

RCN LIVE EUGENIO MUSSAK

TVC Canal 13