Rádios On-line

Número de famílias endividadas sobe em Mato Grosso do Sul

Em números absolutos, são 164.254 famílias endividadas em Campo Grande, 6.293 a mais que no mês de janeiro.

21 FEV 2013 - 10h:18Por Redação

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) divulgada pela Confederação Nacional do Comércio e Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que no mês de fevereiro o número de famílias que têm a renda comprometida com compras parceladas aumentou em todo o País e em Campo Grande não foi diferente.

Enquanto em janeiro 63,7% estavam comprometidas com dívidas como: cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros, em fevereiro o índice na Capital passou a 66,2%. Já os que estavam com contas em atraso passaram de 33,2% a 29,4%. Declararam que não terão condições de pagar, 12,1%.

Em números absolutos, são 164.254 famílias endividadas em Campo Grande, 6.293 a mais que no mês de janeiro. O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (Fecomércio MS), Edison Ferreira de Araújo, lembra que os cartões de crédito e carnês são os principais tipos de dívidas apontados pelos consumidores. “Só os cartões de crédito são citados por 55% e os carnês por 32,7%”. Também se destacam o crédito consignado (15,2%) e financiamento de carro (13,8%).

Para o diretor superintendente do Instituto de Pesquisa da Fecomércio MS,Thales de Souza, os números também explicam o processo da lei da oferta e procura. "A dinâmica econômica se dá entre os ciclos econômicos que dependem do poder aquisitivo dos consumidores e suas intenções de compra, que podem levar a um maior endividamento, que não é ruim. O que merece atenção é a inadimplência, que são os 12,1%".

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13