Rádios On-line

Papa Francisco é primeiro latino-americano a comandar Igreja Católica

Pela primeira vez na história, igreja católica escolhe o nome de um latino americano para comandar a instituição

14 MAR 2013 - 09h:03Por Redação

Por volta das 15h de ontem, a emissão da fumaça artificial branca na chaminé da Capela Sistina, como manda a tradição, anunciou a escolha do novo papa da igreja católica. O nome foi divulgado alguns minutos depois em cerimonia acompanhada por fieis, que aguardaram o resultado da eleição na praça São Pedro. O novo líder da igreja católica é um argentino e o primeiro latino-americano da história da igreja católica.

O cardeal Jorge Mario Bergoglio, 76, arcebispo de Buenos Aires, foi escolhido com ao menos 77 votos dos 155 cardeais de todo o mundo, que participavam desde ontem do conclave, na Capela Sistina, no Vaticano.

Bergoglio, que assumiu o nome de Francisco 1º, é o sucessor de Bento 16, que renunciou ao papado no dia 11 de fevereiro, em uma atitude inédita em quase 600 anos.  A possível escolha de um papa latino americano, o primeiro da história da igreja, já havia sido cogitada pelo bispo Dom José Moreira Bastos Neto, em entrevista concedida à editoria Persona, do Jornal do Povo.

Ontem à tarde, o Bispo comemorava a escolha do novo líder da igreja. De acordo com Dom Moreira, que estava acompanhando as notícias sobre o novo pontífice, sabia-se que a escolha poderia ser por um cardeal latino-americano. Entretanto, a escolha por Bergoglio foi uma surpresa. “E uma surpresa boa. Não esperava o nome dele. Mas foi uma ótima escolha. O cardeal é conhecido por ser um homem extremamente simples e humilde, que, na Argentina, vai de metro para celebrar missas. Outra diferença que chama a atenção é a de que, ao contrário da maioria, ele não vive em Roma, e sim na Argentina”, comentou.  Essa postura de escolher alguém de “fora” representa ao bispo uma postura de abrir a Igreja Católica para além da Europa. 

Para Dom Moreira, o nome escolhido pelo cardeal, Francisco, representa essa postura adotada por ele e manda, de forma sutil, um sinal de como deverá ser o seu papado. “Francisco de Assis foi um santo que se entregou à fé. Era um homem bom, que levou paz e ajuda aos mais necessitados e que fazia mais do que falava. Além disto, Bergoglio é da congregação jesuíta. Já o nome vem da congregação Franciscana. Isto já pode ser considerado como um recado, o de tentar unir a igreja Católica”, disse Dom Moreira. 

Questionado sobre os cardeais brasileiros, também considerados papáveis, Dom Moreira explicou que a escolha foi satisfatória e que irá influenciar, de forma positiva, o Brasil. “Muitos brasileiros podem achar que perderam para a Argentina. Mas isto fica só no futebol. Na igreja, é diferente. Estou feliz com a nomeação do cardeal”, brincou.

Para o Bispo, deverá haver mudanças no Vaticano, com contratação e demissão de religiosos. Entretanto, elas deverão iniciar dentro de seis meses. “Esses tipos de alterações demandam certo tempo”, explicou.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13