Rádios On-line
8993
Nova Estrela 0603

Policiais e agentes treinam embarque e desembarque de segurança de autoridades

Em Campo Grande, o treinamento do embarque e desembarque de autoridade reuniu os alunos do III Curso de Segurança de Autoridades no estacionamento do Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo para simulação de formações de escoltas motorizadas e a

22 NOV 2012 - 12h:00Por Redação

Em Campo Grande, o treinamento do embarque e desembarque de autoridade reuniu os alunos do III Curso de Segurança de Autoridades no estacionamento do Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo para simulação de formações de escoltas motorizadas e a pé.

A disciplina de Segurança de Dignitários ministrada ontem (21) contou com aulas teóricas sobre os tipos de trajes utilizados pelos agentes de segurança pessoal, que devem ser compatíveis com os da autoridade; aulas sobre manuseio e utilização de acessórios como algemas e coletes; os tipos de coldres (suportes para carregar armas), e os movimentos dos seguranças que trabalham na área de proteção de autoridades.
 
Durante as aulas práticas, os 18 policiais e agentes que participam da capacitação tiveram a oportunidade de treinar as movimentações da segurança na escolta motorizada. Os alunos puderam treinar o comportamento do segurança de uma autoridade no embarque e desembarque de um veículo. O treinamento envolveu equipes formadas por três alunos no carro da autoridade e outros três na escolta do carro da segurança em uma formação conhecida por losango.  
 
“Estamos realizando o treinamento da estrutura básica com três homens na frente e um atrás, nesta formação, a autoridade é escoltada por um agente chamado de sombra, que fica responsável pela segurança direta da autoridade e é responsável por sua retirada do local caso ocorra qualquer tipo de ameaça”, explica o subcoordenador de segurança da CSI, major Wellington Klimpel do Nascimento, instrutor da disciplina.
 
Os policias e agentes também realizaram o treinamento da escolta a pé com a formação em torno da autoridade. O major Klimpel explicou que nestas situações existem três formações mais utilizadas. “Podemos realizar esta manobra em forma de quadrado com a autoridade ao centro, um sombra ao lado e outros quatro seguranças, sendo um em cada extremidade. A do triângulo com três seguranças em cada extremidade e um sombra ao lado da autoridade e a formação em forma de losango, em que o sombra faz parte da estrutura. As formações são decididas de acordo com a autoridade e o grau de ameaça que ela possa ter”, detalhou.
 
O soldado João Rafhael Ferri está há quase um ano atuando na segurança de autoridade e o primeiro contato na formação de policial foi básico sobre o assunto. Com o curso percebeu a oportunidade de se aperfeiçoar ainda mais. “tive apenas noções básicas e com este curso e essas simulações reais tenho aumentado meu conhecimento na área”, comenta.
 
Em um universo predominantemente masculino, a soldado da Polícia Militar Marcela Coca Gonçalves é a primeira mulher a se capacitar e atuar na área de assessoria militar de segurança de autoridades do Ministério Público no Estado. Trabalhando desde 2008 no segmento, ela disse que ao atender uma mulher que seja autoridade a policial feminina conquista mais empatia. “Percebo que a autoridade se sente até mais à vontade ao ser atendida por uma agente de segurança do sexo feminino, isso gera uma cumplicidade maior e uma interação ainda melhor”.
 
O III Curso de Segurança de Autoridades segue até o dia 30 de novembro e os alunos ainda irão participar de aulas práticas e teóricas de Tiro Defensivo e Aplicado, Atividades Emergenciais e Técnicas e Táticas de Imobilização.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13