Rádios On-line
PESQUISA

Vacina contra o vírus Zika deve ficar pronta em 2018

Governo brasileiro deve investir US$ 1,9 milhão nos próximos cinco anos

13 FEV 2016 - 10h:13Por Tatiane Simon

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, anunciou, anteontem, o primeiro acordo internacional para desenvolvimento de vacina contra o vírus Zika. A pesquisa será realizada conjuntamente pelo governo brasileiro e a Universidade do Texas Medical Branch dos Estados Unidos em parceria com o Instituto Evandro Chagas. 
Para isso, o governo brasileiro deve investir US$ 1,9 milhão nos próximos cinco anos. De acordo com o cronograma de trabalho, a previsão é de desenvolvimento do produto em dois anos.
O acordo prevê a instituição de um Comitê de Coordenação que irá se reunir, pelo menos, duas vezes ao ano para analisar o progresso e os resultados alcançados no âmbito da cooperação. 
Está prevista também a participação de outros organismos, como a Organização Mundial de Saúde.
“A ideia é que nesse ano sejam feitos os primeiros ensaios pré-clínicos, simultaneamente no Brasil e nos Estados Unidos. Em Galveston, na cidade do Texas, serão realizados testes em camundongos e, em Belém, em macacos. Os testes simultâneos darão celeridade ao processo, possibilitando que, já no segundo ano, possam ser iniciados os ensaios clínicos”, explicou o pesquisador do Instituto Evandro Chagas, Pedro Vasconcelos.  

 

Deixe seu Comentário