Rádios On-line
OBSERVATÓRIO

Criação de Comissão de Investigação pela Câmara mostra possível queda de braço

Leia a coluna Observatório, publicada na edição deste sábado (27) no Jornal do Povo

27 MAI 2017 - 09h:07Por Redação

QUEDA DE BRAÇO

A criação de uma Comissão de Investigação pela Câmara de Vereadores de Três Lagoas para apurar o contrato do serviço de lixo entre o município e a empresa Financial, mostra uma possível queda de braço entre o Executivo e Legislativo. Alguns parlamentares querem mostrar que o Legislativo tem “força” e que o chefe do Executivo precisa dar mais atenção aos nobres vereadores.

QUEDA DE BRAÇO II

O prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro (PSDB), por sua vez, deixou muito claro, nesta semana, que não pretende “ceder às pressões” de alguns vereadores. Guerreiro demonstra muita tranquilidade em relação à denúncia, e entende que a Câmara Vereadores tem obrigação de fiscalizar o Executivo. Aliás, como ele mesmo disse: “Quem não deve, não teme”!

OBSERVAÇÃO

Ainda em relação à Comissão de Investigação para apurar o contrato do lixo, o prefeito observou o fato de alguns vereadores estarem questionando o contrato com a Financial, que já presta serviço na cidade há 12 anos, período em que alguns dos parlamentares já atuavam na Casa de Leis, e não fizeram nenhuma cobrança.

CONSTITUIÇÃO

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) propôs um pacto entre os parlamentares a fim de encontrar saídas para a crise jurídica, institucional, política e social pela qual passa o país. Simone reforçou que a solução deve ser encontrada dentro da democracia e à luz da Constituição Federal. “Renúncia, impeachment, cassação da chapa pelo TSE – seja qual for a saída da crise, deverá seguir a letra estrita da Constituição Federal”, disse.

JUSTIFICATIVA

Nesta semana foi a vez de vários políticos se justificarem sobre o recebimento de recursos feito pela JBS, que alegou em delação premiada, ter pago propina para mais de 1,2 mil políticos em todo o país, inclusive em Mato Grosso do Sul. As justificativas são de que os recursos foram destinados por meio de doações de campanha, o que era permitido por lei.

AGENDA

E o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) cumpre agenda em Três Lagoas na próxima terça-feira (30) para entregar viaturas para a Polícia Militar. Diante dos últimos acontecimentos envolvendo o nome do governo com a JBS, há quem entenda que não seria o melhor momento para Azambuja estar visitando os municípios.

Deixe seu Comentário