Rádios On-line

Observatório - 07 de Março de 2013

7 MAR 2013 - 07h:51Por Redação

ABUSOU
Depois de permanecer sem usar a tribuna da Câmara Municipal por duas sessões, na terça-feira, o vereador Idevaldo Claudino (PT) abusou da fala. Ele usou, inclusive, o tempo de liderança do partido para comentar suas propostas.

ELOGIOS
O que chamou a atenção na sessão dessa terça-feira foi a quantidade de elogios que o diretor do Departamento de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Azevedo recebeu dos vereadores. Além deles, o secretário responsável pela pasta. Walter Garcia também foi elogiado pelos parlamentares. Os vereadores parabenizaram a agilidade dos dois em tentar resolver os diversos problemas urbanos existentes, principalmente nesse período de chuvas.

SAPATO
O vereador Adão José Alves, o Adão da Apae, fez questão de agradecer na tribuna da Câmara o presente, um sapato novinho, que ele ganhou do seu colega , o vereador Beto Araújo. O presente foi dado, segundo Adão, porque na última sessão o seu sapato descolou e Beto se comprometeu em lhe dar um novo par. Chique hein!!

COBRANDO A FATURA
Comissão Executiva Estadual do PT reuniu-se no último fim de semana com dirigentes do interior e sugeriu cobranças mais incisivas de participação nas administrações onde o partido colaborou nas eleições. Há casos em que os prefeitos eleitos insistem em ignorar o apoio, como é o caso de Aparecida do Taboado. O PT chegou a calcular o volume de recursos destinados à cidade pelas mãos do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e do deputado Antônio Biffi (PT-MS), além de verbas do PAC2 autorizadas pela presidente Dilma Rousseff.

ABRINDO O LEQUE
Na última reunião da cúpula do PT em Mato Grosso do Sul, ficou claro que a disputa pelo comando do Diretório terá duas frentes, uma liderada pelo senador Delcídio do Amaral, que prega a reeleição do ex-vereador de Paranaíba, Marquinho Garcia, e outra comandada pelo ex-governador Zeca, que fala em quebrar a hegemonia de Delcídio.

TRAMPOLIM
Eleito vereador de Campo Grande no ano passado, Zeca do PT considera esse mandato suporte para 2014, mas ainda não deixou claro se concorrerá à cadeira na Assembleia, Câmara Federal ou no Senado. De qualquer modo, o Diretório avalia que o partido cresceu em 2012 ao eleger 99 vereadores, 13 prefeitos e 11 vice-prefeitos, sem contar as prefeituras onde atuou como coadjuvante.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13