Rádios On-line

Observatório - 28 de Fevereiro de 2013

28 FEV 2013 - 10h:40Por Redação

ALELUIA!
Chamou a atenção na sessão da Câmara, terça-feira, o número de pastores na galeria do Plenário. Pode-se afirmar que o Legislativo de Três Lagoas não padecerá por falta de bênçãos, já que parte expressiva dos vereadores é formada por evangélicos. 

ENTROU MUDO E SAIU CALADO
O vereador Idevaldo Claudino (PT), que sempre discursa na tribuna e faz intervenções no microfone, optou pelo silêncio nas duas últimas sessões, abrindo mão da sustentação oral de seus requerimentos, indicações e projetos. Estaria ele dando oportunidade aos neófitos ou cansado de “parlamentar”?

DESPERDÍCIO
O vereador Apóstolo Ivanildo (PSB) reclamou do desperdício de água por parte da Sanesul. Segundo ele, a caixa d’água da estatal que fica atrás da escola Jomap, jorra água diariamente. Além do desperdício, o vereador mostrou-se preocupado com a possibilidade de a água servir para a proliferação do mosquito da dengue. O fato já foi, inclusive, denunciado pelo JP, demonstrando, assim, o descaso da estatal com a imprensa e as instituições locais.

ABANDONO
Ainda na esfera das reclamações, o vereador Gil do Jupiá (PSB) reclamou do abandono em que se encontra o prédio da Associação de Moradores da Vila Piloto. Segundo ele, o local está em péssimas condições e ainda tomado pelo lixo.

RASGAÇÃO DE SEDA
Na sessão da semana passada, o vereador Jorge Martinho (PSD) parabenizou o vereador Gilmar Garcia Tosta (PT) pela apresentação do projeto de lei que cria a lei da ficha limpa. Já na sessão dessa terça-feira, foi a vez do vereador Gilmar elogiar Jorge pela apresentação do projeto de lei que obriga a empresa responsável pelo transporte coletivo a construir cobertura nos pontos de ônibus. “Esse projeto só poderia sair da cabeça de uma pessoa como o senhor”, disseram os parlamentares nas duas últimas sessões.

SINTOMÁTICO
Há fortes indícios de que o vice-prefeito Luiz Akira (DEM) ensaia nova candidatura a deputado estadual nas eleições do ano que vem. Esse seria, inclusive, um dos motivos de ele não ter aceitado convite para ocupar uma secretaria. O desempenho de Luizinho na eleição passada foi surpreendente, uma vez que obteve nada menos que 18 mil votos.

AFAGOS PRÉ-ELEITORAIS
O governador André Puccinelli (PMDB) prestigiou a transmissão da presidência do PDT, do ex-deputado federal Dagoberto Nogueira para o deputado estadual Felipe Orro. Dagoberto quer tempo para se preparar para a corrida à Câmara Federal em 2014 e André tenta manter os democrata-trabalhistas no seu arco de alianças.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13