Rádios On-line

Observatório 5 de dezembro

Em razão da falta de representantes de Três Lagoas na Câmara Federal, o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) já se apressou em dizer que está à disposição para preencher a lacuna

5 DEZ 2012 - 08h:38Por Redação

LACUNA
Em razão da falta de representantes de Três Lagoas na Câmara Federal, o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) já se apressou em dizer que está à disposição para preencher a lacuna.

CANDIDATOS
Devido ao descaso dos deputados federais para com o município, algumas lideranças políticas da cidade passaram a declarar que vão disputar a Câmara Federal em 2014. É importante ressaltar que é preciso haver um consenso e um comprometimento em torno de nomes com densidade eleitoral, para que Três Lagoas realmente consiga fazer um representante na esfera federal. Vale ressaltar que outras regiões do Estado sempre elegem mais do que um representante, não só na Câmara Federal, mas também na Assembleia Legislativa.

DECLAROU
Em razão da falta de emendas apresentadas pela bancada sul-mato-grossense, o assessor do vereador Fernando Milan, Rômulo Wendell, afirmou que, por esse motivo, ele apoiou e votou em 2010 em Akira Otsubo para a Câmara Federal. Akira ficou como o primeiro suplente do partido.

DISPUTA
Ainda sobre esse assunto, um assessor que exerce cargo em Brasília comentou que dificilmente Três Lagoas contará com recursos federais, como acontece com outros municípios do Estado, enquanto a vice-governadora Simone Tebet e o deputado Eduardo Rocha estiverem à frente da cidade. Segundo essa liderança, nenhum outro deputado com pretensões políticas vai querer ajudar a cidade dos três-lagoenses, já que os dois podem ser concorrentes deles lá na frente. Será?

ORÇAMENTO
Hoje, encerra-se o prazo para que os deputados estaduais de Mato Grosso do Sul apresentem emendas ao orçamento 2013 do Governo do Estado. Já foram encaminhadas cerca de 50 emendas para o orçamento do próximo ano. Há deputado que alega que não apresenta emenda porque o governador André Puccinelli (PMDB) não acata a alteração no orçamento. Em Três Lagoas, não é diferente, já que, por orientação da administração municipal, os vereadores votam o orçamento sem nenhuma emenda.

LEI
A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou projeto que prevê que seja cobrado o tempo de 15 minutos a partir do momento em que o veículo esteja no local. Atualmente, é cobrada pelo período de uma ou meia hora após o período de uso. Lá, já existe a lei e os vereadores estão se adequando para melhorar o sistema de trânsito. Aqui em Três Lagoas, não é necessário dizer que o tráfego está um caos, com falta de vagas na área central entre outros problemas. Até hoje, nada foi feito. Vai entender!!!!!!

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13