Rádios On-line
MAUS-TRATOS

Cachorro amarrado e sem comida é resgatado em noite de chuva

A água disponível para o animal estava em uma vasilha que continha larvas

20 OUT 2020 - 08h:14Por Talita Matsushita

Um cachorro foi resgatado na noite de segunda-feira amarrado com uma corda, sem proteção contra chuva, magro, debilitado e sem alimento. O fato ocorreu na rua Onze de Outubro, bairro Industrial de Lourdes, por volta das 19h45, quando chovia no município. A Polícia Militar acompanhou a ação.

Conforme boletim de ocorrência, integrantes dos grupos Resgate por Amor e Amigos do Animais, receberam denúncia de vizinhos  do local de que o animal estaria sendo vítima de maus-tratos. Com o apoio da Polícia Militar, eles estiveram no local e resgataram o animal, que foi encontrado debilitado e com fome. Em vídeo do resgate é possível ver que ao ser solto da corda que o amarrava, chegou a comer uma manga que estava caída no terreno.

A água disponível para o animal estava em uma vasilha que continha larvas. Diante da situação, o animal foi resgatado e levado para um lar temporário e será destinado para adoção.

O animal fará teste para leishmaniose e também passará por consulta com médico veterinário, ainda não se sabe qual o custo total do tratamento.

Doações podem ser feitas através de depósitos em conta bancária no Banco do Brasil agência 0484-7, conta poupança 35905-X, variação 51, em nome de Jhenifer de Sá Godinho.

Crime

A lei 14.064/20, batizada como Lei Sansão, aumenta a pena de quem maltratar ou praticar abusos contra cães e gatos. A norma, determina que a prática de abuso, maus-tratos, ferimento ou mutilação a cães e gatos será punida com pena de reclusão, de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda.

O texto publicado altera lei de crimes ambientais (lei 9.605/98) para criar um item específico para cães e gatos, que são os animais domésticos mais comuns e principais vítimas desse tipo de crime.

A pena de reclusão da nova lei prevê cumprimento em estabelecimentos mais rígidos, como presídios de segurança média ou máxima. O regime de cumprimento de reclusão pode ser fechado, semiaberto ou aberto.

Segundo dados do IBGE, o Brasil tem 28,8 milhões de domicílios com, pelo menos, um cachorro e mais 11,5 milhões com algum gato.

Durante a pandemia, que mantém mais pessoas em casa, aumentaram os registros de denúncias de maus-tratos a cães e gatos, segundo relatos de organizações não-governamentais de defesa e proteção animal.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13