Rádios On-line
8934
ELEIÇÕES 2018

Candidato a AL mais votado em Paranaíba, João Henrique agradece

Ele ainda falou sobre a representatividade que Paranaíba terá com sua eleição

9 OUT 2018 - 15h:34Por Talita Matsushita

O deputado eleito João Henrique Miranda Soares Catan (PR) foi o candidato ao cargo de deputado estadual mais votado em Paranaíba com 4.172 votos. Neto do ex-governador Marcelo Miranda Soares e sobrinho do vereador de Paranaíba, Paulo Henrique Soares, ele que esteve no município no último  domingo para votar, já que reside em Campo Grande, voltou na segunda-feira para agradecer. 

Durante participação ao vivo no Jornal do Povo, da rádio Cultura FM Paranaíba, 106.3, ele se disse  surpreso devido não ter tido nenhuma liderança política no município ao lado, a não ser seu tio Paulo  Henrique. “Mostramos que é possível fazer uma campanha de baixo custo, atingir as pessoas e o principal, ouvi-las. Para ser um bom representante do estado, eu preciso saber quais suas necessidades”, destaca o deputado.

Ele ainda falou sobre a representatividade que Paranaíba terá com sua eleição, para ele é inadmissível que Paranaíba se torne esquecida para o restante do Estado, devido à sua importância para a região, inclusive com o título de Capital do Bolsão. 

João Henrique disse que fez uma campanha focada em ir para as ruas, uma de suas ações, foi o “João Pega Carona”, onde ele entrava no carro de um desconhecido para falar sobre política e saber quais são as dificuldades da população. 

“Ouço de muitas pessoas nas ruas que essa presença do candidato conta muito na hora da escolha. Esse contato é importante para que me conheçam e possam me questionar, tirar suas dúvidas. Esse foi um de nossos diferenciais e o que também nos trouxe essa conquista”, afirma.

Uma das principais propostas do candidato é a reformulação do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul). Atualmente, segundo ele, o rateio e distribuição é feito pelo número de habitantes de cada munícipio, e sua intenção é distribuir o fundo proporcionalmente de acordo com o perímetro rodoviário urbano e rural de cada cidade.

“Penso que dessa forma podemos levar o desenvolvimento para todo o estado de Mato Grosso do Sul em igual. Hoje esse fundo é concentrado em Campo Grande e Dourados, por serem cidades com maior número de habitantes, o que impede o bom desenvolvimento das cidades do interior”, finalizou. 

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13