Rádios On-line
11582
FEMINICÍDIO

Carroceiro é condenado à prisão por matar ex-mulher

Assassino tentava reatar casamento de 15 anos quando cometeu o crime

20 JUL 2019 - 08h:50Por Talita Matsushita

Vanderlei Aparecido Ramos, de 42 anos, conhecido como Tutu Carroceiro, foi condenado a cumprir pena em regime fechado durante 18 anos por ter matado Efigênia Dinalva de Souza, morta ao 35 anos, no dia 18 de janeiro de 2017, a golpes de faca, já quando o casal estava separado e assassino não aceitava.

O júri reconheceu como qualificadoras motivo fútil e utilização de meio cruel, além de violência doméstica.  O caso foi levado a júri na terça-feira (16). 

A defesa foi feita pelo defensor público Fabio Luiz Sant’Ana de Oliveira e a acusação foi do promotor Ronaldo Vieira Francisco. Vanderlei estava preso desde a época do crime. No dia, Vanderlei procurou a mulher para tentar reatar o casamento de 15 anos. Efigênia, que morava com um filho. 

A Polícia Civil apurou que o carroceiro agredia a mulher com frequência, mas não havia sido denunciado.  Na data do crime, testemunhas disseram a policiais militares que a mulher falou o nome de Vanderlei enquanto era socorrida.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13