Rádios On-line
11582
LONGA ESPERA

Com problemas respiratórios menina aguarda vaga com otorrino há um ano

O pedido para consulta com o especialista foi feito em 17 de junho de 2018

14 JUN 2019 - 14h:45Por Talita Matsushita

Claudete dos Santos Gonçalves aguarda há um ano para conseguir uma consulta, com um médico otorrinolaringologista, para sua filha. A menina, que tem 11 anos, tem problemas respiratórios, e precisa fazer uma cirurgia para retirar as amígdalas e também carne esponjosa no nariz.  A mãe foi até o posto de saúde, de onde foi encaminhada para um especialista, porém ainda não conseguiu a vaga.

“A médica do posto disse que era urgente. Esse pedido ficou no posto para marcar com o especialista e até agora não consegui consulta com o otorrinolaringologista, o pedido foi feito em 17 de junho de 2018, faz um ano que esperamos esta consulta”, disse.

Claudete conta que em Paranaíba o médico especialista não atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde), somente particular, sendo que tem pessoas que aguardam há dois ou três anos por uma consulta com o otorrino. “Minha filha tem dificuldade para dormir, toma dois tipos de soro e não para mais no nariz. Como a carne esponjosa é muito grande o remédio volta; ela não consegue se alimentar, pois quando vai engolir a garganta dói. Direto ela tem febre devido ao problema da garganta”, contou.

A mãe ainda relata que foi informada por um outro médico que a menina não pode continuar tomando tantos antibióticos, como vem fazendo ao longo deste um ano de espera, pois pode acarretar em outros problemas de saúde. “O papel está na Secretaria de Saúde. O funcionário me disse que mandou para Campo Grande um segundo pedido e foi negado, agora tem que esperar surgir vaga para Três Lagoas ou Campo Grande, sabe-se lá quando isso vai acontecer. Quero saber o porque nossa cidade não tem um otorrino pela rede pública”, questiona.

Procurada pela reportagem, a Prefeitura disse que não comentaria o caso.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13