Rádios On-line
DENÚNCIA E CHECAGEM

DAM descarta contato de criminoso com internauta após prisão

Delegada afirma que checagem mostrou envio de solicitação anterior ao crime

26 MAI 2020 - 18h:54Por Leonardo Guimarães

A delegada Eva Maira Cogo, responsável pela investigação da morte de Valéria Ribeiro, 30 anos, se manifestou após reportagem que repercutiu a denúncia pública feita por uma internauta, no dia 22 de maio, afirmando que havia recebido uma solicitação de amizade de Sergio Silva Verginio, 31 anos, em uma rede social. De acordo com o comentário da delegada, ao saber da informação, investigadores entraram em contato com a responsável pela publicação e foram até a sua residência checar os fatos.  

Ao chegar ao local, a mulher e os investigadores analisaram as datas de postagem e envio de solicitação de mensagem, comprovando, de acordo com a delegada, que o envio havia sido feito cinco semanas antes da prisão. A denúncia pública está disponível nas redes sociais da mulher desde o dia 22 de maio.

Na nota, publicada pela representante da Delegacia da Mulher (DAM), lamenta a reportagem e reafirma o compromisso da instituição em servir e proteger. Veja a íntegra na galeria de imagens.

Após a publicação, que tão somente repercutiu a denúncia já disponível há semanas nas redes sociais e aplicativos de WhatsApp, outras duas mulheres fizeram o mesmo relato publicamente. Veja também na galeria de fotos.

O caso

Sérgio Silva matou a ex-companheira no dia 14 de março em sua residência, no bairro Santa Lúcia, por não aceitar o fim do relacionamento. A filha da vítima teria conseguido jogar a arma do assassino na rua, antes que a mãe fosse morta a golpes de faca após o criminoso também efetuar disparos

Investigações apontam que a vítima teria entrado em luta corporal com o assassino, três disparos foram efetuados e, ao soltar a arma, a filha, de 12 anos, conseguiu pegar o revolver calibre 38 e jogar para o lado de fora da casa. O criminoso havia trancado o portão após conseguir entrar no local.

Depois que a arma foi jogada na calçada Sérgio foi até a cozinha da residência, pegou uma faca e atacou a ex-companheira na frente da garota. Valéria foi levada ao hospital ainda com vida, sofreu três paradas respiratórias no caminho e não resistiu aos ferimentos. Sérgio deu facadas em seu próprio abdômen e pediu para que policiais o matassem. Ele foi preso e levado ao hospital.

De acordo com parentes da vítima, o homem já havia invadido a casa anteriormente, pulando o portão para tentar reatar o relacionamento com Valéria. Após a invasão a vítima contratou um pedreiro para fechar a parte de cima do portão. A delegada do caso, Eva Maira Cogo, acredita que o fato de Valéria ter bloqueado o ex-namorado em uma rede social tenha sido o estopim para o crime. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13