Rádios On-line
QUEIMADAS

Em tempos de baixa umidade, Paranaíba sofre com queimadas

Incêndios espalharam fumaça densa e fuligens por toda a cidade

8 JUL 2020 - 16h:23Por Alex Santos

Paranaíba vem registrando consecutivamente umidade do ar abaixo dos 30%, o que é considerado de risco para a saúde, conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde), além de ser estopim para o registro de queimadas.

Um incêndio na manhã desta quarta-feira (8) em um terreno em estado de abandono, assustou moradores da rua Valmir Lopes Cançado, no bairro Santo Antônio, em Paranaíba. A fumaça tomou praticamente toda rua e pôde ser vista em outras regiões da cidade. 

Com o tempo seco, baixa umidade do ar e a força dos ventos, o fogo se alastrou rapidamente pelo local, consumindo quase que totalmente o terreno, além de espalhar fumaça e fuligens em residências na região.

O local segundo moradores, foi utilizado por uma empresa de plantio de eucalipto, porém, desde que a empresa deixou de funcionar o terreno não recebe manutenção. No local também é comum a presença de usuários de drogas.

O incêndio foi contido com a chegada do Corpo de Bombeiros.

Já na terça-feira (7) outro incêndio foi registrado na área urbana de Paranaíba. O fogo consumiu parte da vegetação às margens do córrego Fazendinha, entre os bairros Daniel 5 e 2, região próxima a “ponte da Fipar”, espalhando fumaça densa por toda a cidade.

Segundo Alexsandro Pereira de Melo, coordenador municipal de Defesa Civil, o terreno impossibilitou a ação do Corpo de Bombeiros e não houve perigo para a população.

“É pastagem e infelizmente o caminhão do Corpo de Bombeiros não entra. Nada de perigo para população, só a fumaça incômoda”, disse.

AUMENTO

Só este ano, de janeiro e maio o  número de incêndios foi cinco vezes maior em comparação com o mesmo período de 2019, em Paranaíba.

De acordo o Tenente do 4º subgrupamento de Bombeiros Militar de Paranaíba, Ricardo do Nascimento Miranda, a situação é de alerta devido a pandemia do novo coronavírus e a relação com problemas respiratórios.

“Um fato que nos alerta e nos preocupa, até porque estamos no meio de uma pandemia que se evidencia por problemas respiratórios”, disse.

Deixe seu Comentário

Mailson Interna RCN

TVC Canal 13