Rádios On-line
SOFRIMENTO

Casal de idosos sofre com falta de períto no INSS em Paranaíba

Donato fez duas cirurgias há pouco mais de três meses, está com 13 pontos na barriga e não consegue ser atendido no município

31 JAN 2018 - 15h:39Por Leonardo Guimarães e Lucas dos Anjos

A doméstica Antônia Moreira (59) tem enfrentado um sério problema com seu esposo, José Donato (61), para receber o auxílio doença do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). A situação ocorre pela falta de médico perito em Paranaíba (MS). Para realizar a perícia, eles precisariam fazer um deslocamento até o município de Três Lagoas (MS), distante 179 km de Paranaíba. Antônia Moreira procurou a redação relatou todo o seu sofrimento ao JPNEWS.

Segundo ela, Donato fez uma cirurgia de hérnia há pouco mais de três meses, outra há cerca de 20 dias e está com 13 pontos na barriga. Por conta disso, segundo Antônia, o marido não pode passar muito tempo sentado ou andar longos percursos. Razão pela qual uma viagem de ônibus por um médio ou longo período de tempo traria riscos para a saúde já debilitada do idoso.

A família não possui carro e a única empresa de transporte que faz a linha de Paranaíba a Três Lagoas, só tem horário às 16h, porém, como a consulta só seria possível na parte da manhã, o casal teria de passar a noite no município vizinho, mas, segundo a dona de casa, os dois não tem possuem condições financeiras para arcar com essas despesas. “Só eu estou trabalhando, pois ele não pode. Como é que vamos gastar esse dinheiro? Fora a alimentação e a estadia, tudo é muito difícil. Estamos quebrando a cabeça para achar um jeito. Ele precisa receber o benefício”, contou Antônia.

Ela ainda afirma que foi até a agência do INSS em Paranaíba, tentando viabilizar a realização da perícia, mas foi informada de que não seria possível, pois os médicos não estavam autorizados a realizar viagens no momento. Dona Antônia voltou para sua residência sem mais informações.

A reportagem entrou em contato com a assessoria do INSS, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos resposta.

Deixe seu Comentário