Rádios On-line
8990
POLUIÇÃO

Queimadas em 'lixão' da BR 158 geram incômodo a bairros vizinhos

Espaço seria usado para deposito de galhos de árvores podadas no município, mas, lixo comum é encontrado

24 JUN 2019 - 15h:48Por Alex Santos

Lixo doméstico, animais mortos, plástico, entulhos de construção e galhos de arvores, são cada vez comuns de serem encontrados em um aterro localizado as margens da BR-158. O local a principio foi destinado apenas para descarte de galhos de árvores podadas no município, mas, nos últimos anos o espaço tem se tornado local de descarte irregular de lixo .

A fumaça proveniente do fogo colocado no local é motivo de preocupação para moradores de bairros próximos e condutores que trafegam pela rodovia, tornando a visibilidade no local comprometida, além da fumaça toxica que se espalha pela região. O aterro fica pouco metros da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), escola pública e, um dos principais cartões postais do município, o parque espelho d´Água.

O registro de fogo no aterro tem causado transtorno a moradores da região do Jardim Karina, bairro Daniel 4, Redentora dos Buritis e imediações, devido a fumaça, registradas principalmente no período da manhã e noite. A seis anos morando em Paranaíba, Alencar Souza Passos, de 78 anos, conta que na região tem muita fumaça a prática é comum. “É só ter entulhos e colocam fogo, tem fumaça direto”, disse.

Punição

No artigo 54 na Lei de Crimes Ambientais, 9.605/98, causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora. A pena prevista é de um a quatro anos de reclusão, ou pagamento de multa.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13