Rádios On-line
APARECIDA DO TABOADO

Júri condena Anderson pela morte de Evandro após oito anos

O autor do crime foi Daniel da Silva Fagundes Queiroz, que na época tinha 17 anos, porém ele foi morto pela Polícia em março do ano passado em Três Lagoas

1 MAR 2018 - 09h:06Por Talita Matsushita e Nestor Junior

Anderson Donizete da Silva, 35 anos,  foi condenado a 18 anos de prisão por ter sido mandante da morte de Evandro Arthur Nogueira, assassinado aos 21 anos, com quatro tiros, no ano de 2010, em Aparecida do Taboado. Anderson foi levado a júri popular, o julgamento durou pouco mais de seis horas. A juíza foi Kelly Gaspar Neves, atuaram na acusação os promotores Oscar de Almeida Bessa e Jerusa Araújo Junqueira Quirino.

O crime teria sido motivado por uma dívida de R$ 40, valor de uma peça de motocicleta, que Evandro devia para Anderson. Consta nos autos que o mandante do crime teria ameaçado a vítima por diversas vezes, inclusive na companhia de outras pessoas.

O autor do crime foi Daniel da Silva Fagundes Queiroz, que na época tinha 17 anos, porém ele foi morto pela Polícia em março do ano passado em Três Lagoas, quando tinha 24 anos, durante uma fuga.  Anderson também estava foragido desde janeiro do ano passado, quando foi preso em Campo Grande, com identidade falsa e porte ilegal de arma.

Segundo Ana Claudia, mãe de Evandro, a família esperava Justiça com a condenação do mandante do crime, apesar disso não trazer o filho de volta. “Conforta e ameniza a dor da família saber que ele foi condenado e esperamos que agora ele cumpra estes 18 anos”, disse.

O caso

O jovem Evandro Artur Nogueira, 21 anos, foi morto com quatro tiros no dia 21 de janeiro de 201, por volta das 13h, quando estava no interior da Auto Elétrica Universal, no centro de Aparecida do Taboado.

Na hora em que foi morto, Evandro estava na companhia de Leandro da Silva Quintino, que registrou o boletim de ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Aparecida. A vítima levou dois tiros na cabeça, um no ombro esquerdo e outro no punho direito.

Socorrido pelo Copo de Bombeiros, o rapaz morreu no Pronto Socorro da cidade.

De acordo com Leandro, o homem que matou Evandro é conhecido como Daniel da Silva Fagundes. A princípio ele efetuou seis disparos do lado de fora da autoelétrica.

Após prestar socorro à vítima, os bombeiros receberam uma ligação anônima informando que o autor do homicídio estava foragido no "Rancho do Timbó", perto de um local conhecido como Lago Azul, onde teria o apoio de um barco para a fuga.

No lugar foram feitas diligências e segundo o caseiro do rancho, minutos antes um homem teria pegado o barco e tomado rumo ignorado. Ele foi levado à delegacia e através de reconhecimento visuográfico, constatou que foi mesmo Daniel que havia saído com o barco.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13