Rádios On-line
PARANAÍBA

Latasa iniciará testes operacionais no próximo sábado

Produção terá início dentro do segundo semestre

27 JUN 2017 - 15h:24Por Talita Matsushita

A Planta da Latasa Reciclagem na cidade de Paranaíba (MS) iniciará os testes operacionais a partir do próximo sábado, 1º de julho; a fábrica estará operando no segundo semestre, conforme a empresa divulgou em seu site.

O Grupo ReciclaBR é administrador da Latasa Reciclagem e de outras empresas do ramo de metais não ferrosos. O Grupo aposta no desenvolvimento da região através da geração de empregos e novos negócios e para implantação da Planta investiu mais de R$ 30 milhões.

Na cerimônia de lançamento dos testes está prevista a presença de Mario Fernandez e do diretor-conselheiro José Roberto do Canto.

“Captamos sucata do Brasil todo, de alumínio, e processamos no estado de São Paulo, agora parte será trazida para Paranaíba. Então, nós processamos essa sucata em nossa indústria e revendemos a alguns clientes das áreas: automotiva, siderúrgica, linha branca etc.”, explicou Mario Fernandez, durante uma de suas visitas a Paranaíba.

A expectativa é que sejam criados cerca de 100 empregos diretos e cerca de 500 empregos indiretos. A indústria já iniciou em abril os trabalhos com a coleta de material de alumínio, são quatro pessoas trabalhando. A área doada a Latasa pela Prefeitura Municipal é de 35.616m², localizada às margens da BR-158.

A capacidade de produção depois da fábrica instalada em Paranaíba é de aproximadamente 2.500 toneladas por mês. 

 

Latasa Reciclagem é a maior empresa de reciclagem de alumínio do Brasil e pioneira da atividade no país. Processa mais de 200 mil toneladas de alumínio por ano e tem um diversificado portfólio de produtos que atende indústrias automotivas, siderúrgicas e metalúrgicas, de embalagens, de bens de consumo e da construção civil.

No mercado desde 1991, a empresa consolidou-se no mercado por ser pioneira na implantação do sistema integrado de coleta e fundição de sucata de latas de alumínio.

 

Deixe seu Comentário