Rádios On-line
8936
GASOLINA

Litro de combustível chegou a custar 15 Reais no mercado negro

O comprador contou que por conta das distâncias percorridas durante o trabalho não teve como fugir da compra ilegal

30 MAI 2018 - 14h:08Por Leonardo Guimarães

Um pintor de 39 anos, que preferiu não se identificar, afirmou ao JPNEWS ter pago 15 Reais em um litro de gasolina durante a paralisação dos caminhoneiros, que se encerrou na manhã desta quarta-feira (30) em Paranaíba (MS). O comprador afirmou não ter tido como ficar sem o combustível, por conta do trabalho. A compra foi feita no mercado negro.

De acordo com o pintor, ele adquiriu o combustível de um comerciante que havia estocado o derivado do petróleo dias antes do início da paralisação. O comerciante, não ligado ao setor de combustível, teria estocado o material para o barco de pesca, mas com a escassez do produto nas bombas dos postos, resolveu “comercializar” o derivado.

A população de Paranaíba voltou a abastecer os veículos no mercado formal na manhã desta quarta-feira, após a chegada escoltada de 100 mil litros de combustíveis ao município.  Seis caminhões abasteceram os dez postos de cidade.

Por conta da alta procura, o combustível está sendo racionado, com limite de R$ 100 para carros e R$ 30 para motos, não sendo permitido que seja acondicionado em nenhum tipo de recipiente. A decisão foi tomada na tarde de terça-feira (29), em reunião entre Ministério Público, Procon e donos de postos. Há fiscalização para coibir irregularidades e preços abusivos.

A MP alerta que não há motivos para desespero na busca para abastecer os veículos, a quantidade disponibilizada, se usado o bom senso, segundo a promotora Juliana Nonato, é suficiente para atender os paranaibenses.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13