Rádios On-line
8990
CONFIRMADO

Marfrig confirma fechamento da unidade de Paranaíba

Funcionários lamentaram nas redes sociais o fechamento da indústria frigorífica

5 JUN 2019 - 10h:49Por Talita Matsushita

O frigorífico Marfrig confirmou o fechamento da unidade em Paranaíba por meio de uma nota enviada pela assessoria de imprensa para o JP News. A nota não traz detalhes de quais motivos levaram ao fechamento. o último dia de abates foi na terça-feira (4), quando os funcionários foram dispensados mais cedo e receberam a informação que deveriam retornar na quarta-feira pela manhã para a recisão contratutal.

“A Marfrig confirma o encerramento das atividades na unidade de Paranaíba, no Mato Grosso do Sul, por conta de uma decisão estratégica. A companhia reitera que cumpre rigorosamente todas as normas vigentes e mantém compromisso com a excelência operacional”, diz a nota.

O presidente do Sinfrig (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Frigoríficos e Alimentação do Estado de Mato Grosso do Sul), Lucio Clei de Souza Rezende foi procurado, mas não foi localizado pela reportagem.

O secretário de Industria de Paranaíba, Claudio Agi também foi procurado pela reportagem e está em viagem para Belo Horizonte, onde confirmou o fechamento da empresa, porém sem detalhes do que teria ocasionado o fechamento.

Funcionários lamentaram nas redes sociais o fechamento da indústria frigorífica. Estima-se que em torno de 500 funcionários tenham sido dispensados. Produtores rurais relatam que também não foram informados, apenas não conseguiram mais fechar negócios com o frigorífico.

A Marfrig Global Foods decidiu reabrir o frigorífico em 2017 em Paranaíba, a planta é de propriedade do grupo Total S/A, antigo grupo Margen.

Especula-se que o fechamento tenha se dado devido a uma potencial fusão do grupo BRF com a Marfrig, negócio que pode criar uma das maiores processadoras de alimentos do mundo, disseram três fontes com conhecimento do assunto.

As companhias anunciaram na última quinta-feira que discutem um possível acordo de fusão entre a BRF, que produz suínos e aves e é líder mundial em exportações de carne de frango, e a Marfrig, segunda maior processadora de carne bovina no mundo depois da JBS.

As negociações com a Marfrig, com duração prevista de 90 dias e prorrogáveis por mais 30 dias, serão guiadas por um pequeno grupo de executivos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13