Rádios On-line
8687
PARANAÍBA

Ministério Público apura denúncia sobre ‘lixão’

Prefeitura de Paranaíba teria deixado de levar lixo a aterro sanitário por 20 dias

9 FEV 2019 - 09h:52Por Talita Matsushita

O Ministério Público vai apurar denúncia de que a Prefeitura de Paranaíba ficou por cerca de 20 dias sem transportar lixo urbano da cidade para um aterro particular de Três Lagoas, distante 270 quilômetros. 

De acordo com a promotora Juliana Nonato, responsável por ações do Meio Ambiente, o fato não foi comunicado ao MP e, por isso, deverá ser investigado. Um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) proíbe o uso de um antigo depósito de lixo  da cidade, como denunciado por moradores à reportagem do portal JPNews, em janeiro. 

Após publicação da reportagem, a prefeitura foi questionada pelo MP e tem prazo até dia 14 para dar explicações à promotora.

Segundo a denúncia, máquinas da prefeitura seriam usadas para aterramento de lixo. O secretário de Obras, Tulio Neles Brink Botelho, disse que transporte de lixo seria normalizado - e foi desmentido por uma empreiteira que faz o serviço. O motivo seria a falta de pagamento de fretes, acumulado há mais de 90 dias, por R$ 180 mil mensais. Sobre a máquina no local, Tulio Brink disse que é utilizada para amontoar lixo e não para aterrar.

Na quinta-feira (7), a prefeitura informou que depositou R$ 62 mil, após acordo com a empresa, e que na semana passada o valor repassado foi de R$ 90 mil. O servido foi normalizado.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13