Rádios On-line
AGRONEGÓCIO

Paranaibenses apresentam resultados de experimento com plantação de soja

A Fundação Chapadão em parceria com o Sindicato Rural de Paranaíba realizou o plantio de 40 variedades de soja

20 FEV 2018 - 07h:47Por Talita Matsushita

O Sindicato Rural de Paranaíba e a Fundação Chapadão realizam o Tour da Soja/ILP 2018 que será realizado no próximo dia 24, a partir das 8h na Fazenda Mascote (MS 483 - Km 4). No evento o sojicultor terá a oportunidade de conhecer os resultados do experimento utilizado pela Fundação e seus parceiros.

Foram plantadas 40 variedades de soja que fazem parte do experimento safra 2017/2018. O plantio foi realizado na Fazenda Mascote de propriedade de Milton Macedo de Jesus. Esta é a quinta safra seguida que é realizada o experimento, os resultados obtidos nos anos anteriores permitiram concluir que Paranaíba (MS) está apta para o cultivo da soja.

Segundo o secretário do Sindicato Rural de Paranaíba e filho do proprietário da Fazenda Mascote, Fábio Macedo, a lavoura experimental desta nova safra está tendo um excelente desenvolvimento e os resultados obtidos nos anos anteriores incentivaram os primeiros produtores a investir na atividade no município. "Plantamos uma pequenas área comercial pela primeira vez este ano e sabemos de outros produtores com áreas bem maiores que também foram plantadas. Torcemos pelo sucesso de todos para que incentive mais pessoas a entrar na atividade com segurança nos próximos anos", disse. 

O trabalho realizado pela Fundação Chapadão em parceria com o Sindicato Rural é essencial para a segurança e incentivo desta nova alternativa para o agronegócio do município. Estima-se que a área plantada de soja em Paranaíba na safra 2017/2018 já seja superior a 1.000 hectares. "Sabemos que 1.000 hectares de lavoura de soja em um município como o Chapadão do Sul não é nada, mas quando lembramos que há menos de dez anos não existia soja em Paranaíba e que nos últimos quatro anos a soja existente era apenas a experimental de 5 hectares, percebemos a importância da pesquisa e que o trabalho iniciado em 2013 começa a colher os primeiros frutos", concluiu Fábio.

 

Deixe seu Comentário