Rádios On-line
9246
TRÁFICO INTERNACIONAL

PF divulga que traficante não foi preso em Paranaíba

Por MS ele recebia o entorpecente e transportava com as aeronaves até São Paulo

4 DEZ 2019 - 14h:55Por Talita Matsushita

O empresário do ramo de transportes Rubens de Almeida Salles Neto não foi preso em Paranaíba na manhã desta quarta-feira, conforme informações da Polícia Federal. Na manhã a informação inicial é de que a prisão havia ocorrido no município, porém às 12h foi conformado que ele foi preso em São José do Rio Preto-SP.

Ele é investigado por tráfico internacional e supostamente seria o líder de um grupo criminoso acusado de tráfico internacional de drogas.

O chefe da organização, empresário, comprava a droga da Bolívia, saía de Mato Grosso do Sul com a droga em aviões e distribuía em outras regiões do país. Na operação desta quarta, batizada de Voo Baixo, a Justiça Federal também determinou o sequestro de bens – como fazendas e aviões usados pelos traficantes.

Conforme a Polícia Federal, o empresário que mora no interior paulista articulava a compra de cocaína com os traficantes bolivianos. Por Mato Grosso do Sul ele recebia o entorpecente e transportava com as aeronaves até São Paulo. A ação teve início em maio de 2018 e interceptou várias cargas da organização criminosa.

Durante a investigação, que começou em 2018, foram presas outras 11 pessoas que participavam da quadrilha. Seis grandes apreensões também foram feitas nesse período da investigação, e um avião foi interceptado pela Força Aérea na fronteira com a Bolívia em abril de 2018, contendo 480 quilos de cocaína.

Os investigados serão indiciados pela prática de crimes de tráfico de drogas (artigo 33, parágrafo 1º, inciso I, da Lei 11.343/06) e associação para o tráfico de drogas (artigo 35 da mesma lei), com penas de 05 a 15 anos e multa e 03 a 10 anos e multa, respectivamente.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13