Definir Paranaíba como sua cidade padrão?

Sim Não
Rádios On-line
8658
Preve Objetivo
EXCLUSIVO

Polícia de SP nega acusação e Globo deleta vídeo com foto de paranaibense

Ao JPNEWS DEIC de São Paulo afirma inexistência de foto ou nome do advogado em inquérito e nega ter fornecido material que mostrou Felipe como integrante de quadrilha de roubo a banco no Jornal Nacional

5 OUT 2017 - 14h:06Por Talita Matsushita, Leonardo Guimarães e Lucas dos Anjos

Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) da Polícia Civil do Estado de São Paulo afirmou na manhã desta quinta-feira (5) que a divulgação da foto do artista e advogado Felipe de Freitas e Silva (32) em matéria relacionada a operação que prendeu uma quadrilha de roubo a bancos na capital paulista é de responsabilidade da Rede Globo de Televisão, não da Polícia Civil do Estado de São Paulo.

Em contato com o JP NEWS o porta voz do Deic explicou que a Polícia não chegou a ter acesso a foto. “Não chegamos a essa foto. A foto ou nome não foram repassados ou acessados pela Policia Civil. A responsabilidade é de quem divulgou”, disse o policial.

Questionado sobre a existência formal de acusação contra o paranaibense no inquérito, o policial afirmou que não há registros acusatórios quanto ao nome de Felipe de Freitas e Silva ou anexos com a sua foto.

Delegacia de Paranaíba

Em conversa com a nossa reportagem, o delegado de Polícia Arivaldo Teixeira contou que na noite da última terça-feira (5) Felipe de Freitas se apresentou na Delegacia do município acompanhado de seu advogado, após receber a notícia da veiculação da matéria no Jornal Nacional. Segundo o delegado, o advogado estava surpreso e buscava saber se havia mandado de prisão em aberto contra ele em MS ou SP. Após consulta feita pelos plantonistas, Felipe foi informado de que não havia nenhuma ordem de prisão ou inquérito policial contendo seu nome. Felipe registrou um boletim de ocorrência por calúnia. O delegado afirmou que, na delegacia de Paranaíba, as investigações seguem no sentido de apurar  quem seria o autor da calúnia contra Felipe.

Defesa

Em entrevista exclusiva ao JPNEWS a advogada de defesa de Felipe, Dra. Cíntia Regina Sousa, informou que seguirá para São Paulo ainda nesta semana, provavelmentem em companhia do presidente da OAB - Paranaíba, Dr. Marcos Ferraz, levando documentos que atestam a inocência do paranaibense e em busca de toda a documentação referente ao inquérito policial. Cíntia havia informado que um email solicitando a retirada da matéria contendo a foto de Felipe foi enviado à Central de Jornalísmo da TV Globo. Em visita ao portal da emissora, nossa reportagem constatou que o conteúdo foi removido.

O caso  

O advogado Felipe Freitas e Silva, de 32 anos, morador de Paranaíba (MS), distante 410 quilômetros da capital Campo Grande, levou um susto na noite da última terça da última terça-feira (3), quando descobriu que uma fotografia sua havia sido veiculada no Jornal Nacional da Rede Globo. Na reportagem sobre a descoberta de um túnel de 500 metros que seria utilizado numa ação que tinha o objetivo de roubar R$ 1 bilhão da Central de Distribuição do Banco do Brasil em São Paulo, a foto dele foi mostrada ao lado de uma mulher, sendo apontado como uma das pessoas responsáveis pela locação do imóvel utilizado como base da quadrilha presa antes da execução do roubo. A ação policial aconteceu na capital paulista.

Enquanto a reportagem era mostrada na TV, Felipe jogava voleibol com os amigos, quando foi avisado pela mãe de seu aparecimento em rede nacional. Assim que viu a reportagem a mãe de Filipe, Gláucia de Freitas, empresária e professora, telefonou desesperada para do filho. O advogado buscou orientação entrou em contato com a OAB MS, que lhe auxiliará na busca das providências cabíveis. Em Paranaíba Felipe desenvolve o Projeto Colores, que imprime arte em muros abandonados, revitaliza espaços públicos e promove socialização através da arte e cultura. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864