Rádios On-line
MODELO

Policiamento rural de Paranaíba será implantado em todo MS

O modelo proposto conta com a utilização de tecnologias para o georefenciamento

1 FEV 2020 - 13h:00Por Talita Matsushita

O novo modelo de Policiamento Rural comunitário Georeferenciado de Paranaíba será ferramenta utilizada pelos gestores de segurança pública da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul.  O modelo tem como o princípio a filosofia de Polícia Comunitária, onde os policiais militares, devidamente capacitados para atuarem na área, estreitam laços de confiança com a população rural para que juntos trabalharem na resolução das questões de segurança pública no campo.

O modelo proposto conta com a utilização de tecnologias para o georefenciamento das propriedades rurais, bem como o monitoramento dessas áreas, através de placas indicativas de “ÁREA MONITORADA”, o que facilita a localização das propriedades monitoradas, assim como previne possíveis ilícitos e agiliza o atendimento dos policiais militares, o que torna o patrulhamento mais eficiente e eficaz.

As propriedades rurais, no modelo proposto, passam a ser monitoradas pelas equipes da patrulha rural, recebem uma placa de identificação e tem, voluntariamente, os proprietários rurais, funcionários, veículos e maquinários da propriedade rural cadastrados num aplicativo que alimenta um banco de dados que subsidiam o serviço de Inteligência e facilitam as ações dos patrulheiros rurais. Além de outras inovações que foram apresentadas durante a reunião.

O Modelo de Patrulhamento Rural Comunitário Georeferenciado foi elaborado pelo Comandante do Policiamento de Área -2, tenente-coronel Gilberto Gilmar de Santana, e sua equipe de trabalho, com base no modelo piloto implantado na cidade de Paranaíba, sede do 13º Batalhão de Polícia Militar.

O novo modelo de Policiamento Rural Comunitário Georeferenciado foi apresentado ao Comandante-Geral da PMMS, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosto, ao Chefe do Estado-Maior, Coronel PM Alexandre Rosa Ferreira, ao Assistente do Comandante-Geral, Tenente-coronel Ademir de Oliveira, na manhã de quarta-feira (29), tendo sido aprovado e homologado para ser utilizado como modelo institucional.

O modelo piloto vem sendo aperfeiçoado com inovações trazidas das participações do Comandante do CPA-2 e sua equipe técnica nos Painéis sobre Segurança Rural que ocorrem em Brasília- DF, bem como através das interações realizadas com outras Policiais Militares da Unidade Federativa. (Com informações da assessoria)

Deixe seu Comentário