Definir Paranaíba como sua cidade padrão?

Sim Não
Rádios On-line
8659
Preve Objetivo
PREVENÇÃO

Profissionais da saúde debatem preconceito de doenças transmissíveis

Mato Grosso do Sul tem altos índices das doenças, só de hanseníase são em média 800 novos casos e 500 de tuberculose por ano

30 NOV 2017 - 11h:43Por Lucas dos Anjos

Os profissionais da área da saúde da microrregião de Paranaíba (MS), que compreende as cidades de Aparecida do Taboado, Cassilândia e Inocência, participaram de um simpósio que debateu doenças transmissíveis com enfoque na hanseníase e tuberculose. As palestras aconteceram no auditório da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), entre os dias 28 e 29. Mais de 100 profissionais entre enfermeiros, agentes de saúde e coordenadores estiveram presentes no evento.

Para a coordenadora estadual de ações epidemiológicas, Cleide Alves o preconceito ainda é a maior barreira a ser vencida. “Ainda existem pessoas que não aceitam pacientes portadores de hanseníase ou tuberculose e isso acaba influenciando na vontade e compromisso da pessoa em tratar”, explicou.

Cleide afirma ainda que o estado de Mato Grosso do Sul tem altos índices das doenças, só de hanseníase são em média 800 novos casos e 500 de tuberculose por ano.

O evento é uma realização da Secretaria Estadual de Saúde e teve o apoio do Departamento Epidemiológico de Paranaíba. Segundo a coordenadora local, Carla Patrícia Eugênio, a Secretaria começará acionar na Justiça pacientes que iniciam o tratamento e não terminam. “Nós temos relatos de pessoas que pegam os remédios pra tomar e jogam fora e isso não é aceitável, pois tem um custo, além de outras pessoas que poderiam estar usufruindo desses remédios. Infelizmente nós teremos que acionar na justiça algumas pessoas e esperar que assim elas sigam o tratamento”, disse.

Para casos simples de hanseníase o tratamento é de seis meses e o paciente pode ficar sem nenhuma sequela caso a doença seja descoberta precocemente.

Hanseníase - A hanseníase, comumente conhecida como lepra, é uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae, ou bacilo de Hansen, que lesiona os nervos periféricos e diminui a sensibilidade da pele. Geralmente, o distúrbio ocasiona manchas esbranquiçadas em áreas como mãos, pés e olhos, mas também podem afetar o rosto, as orelhas, nádegas, braços, pernas e costas.

A doença tem cura, porém exige tratamento prolongado para não desencadear problemas ao paciente ou a transmissão da bactéria para indivíduos de convívio próximo. Nos dias de hoje, sabe-se que não há necessidade do isolamento dos indivíduos, pois o SUS fornece a medicação necessária para recuperação dos portadores da hanseníase.

Tuberculose - A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa causada por uma bactéria que afeta principalmente os pulmões, mas também pode ocorrer em outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro). Um dos principais sintomas da doença é tosse seca contínua no início, depois com presença de secreção por mais de quatro semanas, transformando-se, na maioria das vezes, em uma tosse com pus ou sangue.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864