Rádios On-line
AUDIÊNCIA

'Rádio Patrulha' se torna referência e viraliza na internet

Em quadro da Cultura FM sargento relata rotina de PMs e comenta criminalidade

31 MAR 2020 - 15h:05Por Redação

O Rádio Patrulha, bloco policial do Jornal do Povo - programa apresentado pela Rádio Cultura FM Paranaíba 106,3MHz - se tornou sucesso de audiência no rádio e nas plataformas digitais da emissora. O quadro que tem as participações do repórter Jean Martins, informando as principais ocorrências, e do sargento do 13° Batalhão de Polícia Militar e presidente da Associação de Cabos e Soldados de Paranaíba, Marco Antônio Benites, fazendo comentários e relatando o dia-a-dia dos membros da corporação, se tornou referência na faixa horária.

Sempre enfático em seus comentários contra o crime, o sargento foi apelidado de “Sargento Fahur de Paranaíba” por ouvintes e telespectadores da emissora, fazendo referência ao policial militar reformado e deputado federal (PSD – PR), Gilson Cardoso Fahur, "Sargento Fahur", conhecido por vídeos que viralizaram na internet em que relata ações e faz comentários duros sobre criminosos. Assim como os vídeos de Fahur, diversos comentários de Benites, feitos com participação dos apresentadores, viralizaram na internet alcançando mais de 45 mil vizualizações.

Para o sargento a comparação é uma honra. “Eu fico feliz de saber de toda essa repercussão. Nós fizemos o juramento de defender a população, e vamos seguir honrando esse ato”, afirma Benites, salientando seguir à risca as orientações do comandante do batalhão, tenente-coronel Gilberto Gilmar de Santana.

Ainda de acordo com o sargento e outros membros da corporação, o sucesso do quadro tem resgatado a confiança e admiração da população em relação aos policiais militares. “É comum jovens nos pararem nas ruas e vir nos cumprimentar, afirmando ter nos visto nas redes sociais da rádio e ouvido no AR. Em diversas oportunidades muitos afirmam que despertou o desejo de ser um policial e servir à sociedade. Eu não tenho palavras para expressar o quanto é isso emocionante e gratificante. Justo eu, já próximo de ir para a reserva, ouvir isso, é emocionante demais”, afirma Benites.

Para Leonardo Guimarães, apresentador e editor chefe do Jornal do Povo, o sucesso do quadro se dá por ir de encontro ao anseio da população em ouvir o que as vítimas de crimes tem a dizer. “O quadro traz ao conhecimento do ouvinte e telespectador quais são os relatos das vítimas quando tem o celular furtado, o comércio ou casa roubada, um parente estuprado, agredido ou assassinado. O foco é ouvir e dar voz ao sofrimento dessas vítimas que depois não recebem visitas de ONGs e Entidades. É nesse momento em que o sargento expõe quantas vezes são recebidos nessas ações a bala, facas, paus e pedras em diversos casos. Enquanto 90% da imprensa ressalta policiais criminosos, nós damos espaço a policiais honrados que formam a maioria da corporação”, afirma o diretor.

O programa jornalístico que, além de inovar abrindo os microfones para a Polícia Militar, também assume a vanguarda ao quebrar o padrão formal de locução e apresentação, se aproximando mais de seus ouvintes com entrevistas abertas, opinião, prestação de serviço, interatividade e descontração, tem se tornado referência na faixa horária. Talita Matsushita, jornalista que divide a bancada com Guimarães, afirma que os comentários sem “gesso” e o dinamismo são a fórmula do sucesso. “Eu acredito que a proposta popular, trazendo comentários, opinião e dinamismo fazem a diferença e cativam o público”, afirmou. O programa vai ao AR de segunda a sexta, às 10h, no rádio e plataformas digitais da emissora.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13