Rádios On-line
ECONOMIA

Ronaldo Miziara quer reabrir frigorífico em Paranaíba

O prefeito quer apoio do governo do Estado para o estudo e os entendimentos que apontem viabilidade para estimular a reabertura de um frigorífico

19 JAN 2017 - 16h:20Por Assessoria de Comunicação

A reativação de uma unidade frigorífica e o processo de instalação de uma indústria de amendoim estão na pauta do encontro entre o prefeito de Paranaíba, Ronaldo Miziara (PSDB); a governadora em exercício, Rose Modesto; e o titular da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade), Jaime Verruck. A audiência foi agendada para a próxima quarta-feira (25).

Segundo o prefeito, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que está de férias, já se havia comprometido a desdobrar-se para apoiar o programa de Miziara com ênfase no fomento ao empreendedorismo e ao estímulo de alternivas de diversidade econômica e geração de renda e emprego.

"A vice-governadora Rose e o secretário Verruck têm perfis semelhantes, entendem a importância do incentivo aos segmentos produtivos", ressaltou.

O prefeito quer apoio do governo do Estado para o estudo e os entendimentos que apontem viabilidade para estimular a reabertura de um frigorífico que o Grupo Marfrig arrendou do Grupo Margen, que havia entrado em processo falimentar. Ao ser fechada, em julho de 2015, a unidade de Paranaíba demitiu cerca de 530 funcionários. Na época, eram abatidas até 600 cabeças de gado/dia.

Ao encerrar as atividades da planta industrial, o Marfrig se justificou alegando motivação estratégica e pouca disponibilidade de matéria-prima na região, argumento contestado por Miziara. "Paranaíba está entre os principais criadores e fornecedores de gado de qualidade no Estado", assegura. Ele acrescenta que se a indústria voltar a operar devem ser gerados de 600 a mil vagas de trabalho.

Sobre a fábrica de amendoim, o prefeito quer analisar com a governadora Rose e o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento qual o estágio da proposta de incentivos fiscais e, dentro das atribuições pertinentes, pedir que a tramitação seja acelerada. Além da pauta do agronegócio - que pode ser reforçada pela indústria frigorífica e o amendoim -, Miziara já trabalhar com projeções para o crescimento de outros nichos da economia.

Foi o que aconteceu na semana passada, quando recebeu diretores da Calçados Infantis Klassipé e oxigenou o sonho de fomentar os investimentos para fazer da cidade um polo calçadista. Acompanhados do secretário municipal de Indústria e Comércio, Claudinho Agi, os empresários anunciaram que vão ampliar a produção - hoje, de 2.400 pares - e gerar mais 90 empregos a partir de fevereiro vindouro.

O interesse de Ronaldo Miziara na retomada das atividades industriais é justificado, porque aponta respostas para duas conquistas de primeira necessidade: a revitalização de toda a cadeia econômica local e a geração de emprego e renda. Esse processo agrega outros valores sociais, como a formação e o aumento da mão-de-obra qualificada, o aproveitamento dos recursos humanos locais e a definição de um novo e consistente modelo de crescimento em Paranaíba, com ênfase na sustentabilidade e na afirmação das vocações regionais.

 

Deixe seu Comentário