Rádios On-line
CIÊNCIA E FÉ

'Não se cuidar alegando fé, não é fé, é ignorância', diz pastor sobre cristão e pandemia

Líder evangélico cita exemplos bíblicos e afirma que comunidade cristã deve ser a primeira a dar exemplo

22 MAR 2021 - 21h:12Por Redação

O líder evangélico Odilon Gonçalves Guimarães, 65 anos, conhecido como Pastor Odilon, disse que a comunidade cristã deve ser exemplo e não motivo de controvérsia em um momento conturbado como esse em que se encontra o mundo, se referindo à pandemia de covid-19. A afirmação foi feita em conversa com a redação do JPNEWS.

O eclesiástico, formado pelo Seminário Instituto Quadrangular de Belo Horizonte (MG), se referiu ao comportamento do próprio filho de Deus, Jesus, para embasar sua tese. “Jesus jamais transgrediu uma lei, então, qual a razão de seus seguidores transgredirem? O cristão deve ser o primeiro a dar o exemplo e obedecer todos os protocolos de saúde nesse momento”, disse.

Perguntado sobre a realização de cultos nesse período, Odilon ressaltou a responsabilidade de cada líder religioso. “Se tiver de haver, que haja com prudência e absoluta observação dos protocolos de distanciamento. Nas escrituras sagradas, Paulo diz a Timóteo que ele deveria ser exemplo, além de dizer a seus discípulos que fossem seus imitadores, assim como ele era de Cristo. Se Cristo foi exemplo de retidão, qual a razão de não sermos, se nos dizemos seus filhos?”, afirmou.

Ao ser questionado sobre algumas igrejas que tem descumprido protocolos recomendados por autoridades de Saúde, o líder evangélico comentou o que diz a bíblia sobre o assunto. “Em romanos 13 diz: ‘Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas.  Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos’. Então, com qual embasamento podemos transgredir os protocolos de saúde nesse momento? Saber do risco de contaminação por um vírus e não se cuidar alegando fé não é fé, é ignorância.” disse.

Igreja Católica

As igrejas católicas, Matriz Sant’Ana e Paróquia Santo Antônio, suspenderam as celebrações religiosas presenciais em Paranaíba (MS). A medida, válida a partir do último sábado (20), segue determinação da Diocese de Três Lagoas (MS), por conta do avanço da Covid-19 e iminente colapso da saúde estadual e municipal. Estão suspensas as celebrações de missas, catequeses, além de encontros e grupos de oração.

A Secretaria Paroquial segue com atendimento normal. Em relação à Semana Santa e Páscoa, a decisão sobre celebrações cabe à Diocese de Três Lagoas.

Deixe seu Comentário