Rádios On-line
9286
CONTINUA SUSPENSO

Prefeitura muda versão, alega 'superlotação' e mantém suspenso transporte escolar na 'Portelinha'

Secretaria de Educação afirma agir na legalidade e aguarda comunicado por escrito do Ministério Público para explicar suspensão

11 MAR 2019 - 15h:30Por Alex Santos

A secretária de Educação de Paranaíba, Solange Miziara, disse em entrevista ao JPNEWS, que o transporte escolar de alunos do Jardim Primavera "Portelinha", interrompido no início de fevereiro e motivo de reclamações de pais de alunos que necessitam do transporte para que os filhos possam estudar, não foi cortado pela pasta.

O problema, de acordo com a secretária, estaria relacionado à superlotação no ônibus que realiza o transporte de alunos da Cohab Santa Rita de Cássia, Jardim Karina e alunos da AABB (Associação Atlética Banco do Brasil).

Solange também informou que o assunto referente ao transporte no bairro, “já está tudo solucionado”. Todas as ações tomadas pela pasta foram baseadas e amparadas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), e aguarda um parecer da promotora de justiça do MPE de Paranaíba, Juliana Nonato, para esclarecimento aos pais e imprensa.

Ainda de acordo com a secretária, nenhum representante do legislativo municipal procurou a pasta, para buscar informações sobre o impasse no transporte dos alunos do Jardim Primavera, e ponderou para que não haja o uso da “politicagem” em um assunto sério.

Entenda o caso

Carla Maria, 29 anos, comerciante e mãe de uma menina de 9 anos, entrou em contato com a redação do JPNEWS para informar sobre um corte no transporte escolar dos alunos matriculados na rede municipal de ensino em Paranaíba (MS).

De acordo com Carla, os alunos que moram no bairro Jardim Primavera, também conhecido como “Portelinha”, e que fica em uma região afastada no município, perderam o transporte escolar em 2019. Apenas alunos que tenham vínculo com um projeto realizado pela AABB (Associação Atlética Banco do Brasil) continuarão sendo levados do bairro aos locais onde estudam.

Após repercussão e protestos, o prefeito de Paranaíba (MS), Ronaldo “Miziara” (PSDB), transferiu para vereadores a responsabilidade sobre o corte no transporte escolar de alunos do bairro Jardim Primavera.

Em conversa com representantes do bairro, o prefeito teria afirmado que “se não é lei, ele não cumpre”, além de voltar a citar “corte de gastos”, afirmou Cassiano Pereira, representante do grupo de pais criado para buscar explicações tanto da Secretaria de Educação quanto do Ministério Público, em relação ao corte. Ainda segundo Cassiano, MP teria pedido explicações à Prefeitura de Paranaíba sobre o assunto.

O bairro está é localizado em uma região afastada do centro da cidade e das unidades escolares, inúmeras famílias que dependiam do transporte agora devem arcar com custo do transporte de ida e volta dos alunos nas escolas.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13