Rádios On-line
9096
Nova Estrela 0603
VIRADA NO JIRAYA

'Travesti Aranha' roubou espeto e ficou nua antes de escalar parede e atirar telha em policial

Irritados, clientes de um dos estabelecimentos chagaram a perseguir a agressora com um taco de sinuca nas mãos após serem perturbados

8 ABR 2019 - 19h:59Por Leonardo Guimarães

A travesti que agrediu um homem, perturbou pessoas em uma conveniência e atirou telhas contra policiais após escalar as paredes de um galpão industrial subindo no teto de uma residência, teria roubado espetinhos e causado transtorno em outros dois bares, além de ficar nua em uma rua na mesma região, informaram três comerciantes ao JPNEWS.

Em um dos estabelecimentos, ela chegou a ser perseguida por clientes irritados com um taco de sinuca nas mãos, momento em que retirou toda a roupa no meio da rua, xingando as pessoas que estavam no bar. "Venham! Seus desgraçados!", teria gritado de braços abertos, já fora do alcance dos clientes. Ainda no mesmo bairro, a “Travesti Aranha” invadiu comércios pedindo dinheiro e também pegou espetinhos que estavam sendo assados por um comerciante e saiu correndo do local.

Os fatos ocorreram na tarde de sábado (6), entre 14h e 18h, antes da confusão causada por ela no bar-conveniência onde, por volta das 21h40, de cima do teto de uma casa, atirou uma telha contra um sargento que integrava a guarnição acionada para deter a ação da agressora que causava transtornos no local.

O homem, agredido pela travesti ao tentar evitar que ela colocasse as mãos em seu prato de comida, sofreu um corte profundo na cabeça e precisou ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Testemunhas afirmaram que ela usou uma garrafa de vidro no ataque. De acordo com os policiais, a autora é conhecida do meio policial por esse tipo de ocorrência.

O caso

Uma travesti de 33 anos escalou a parede de um galpão industrial e de cima do teto de uma residência atirou uma telha contra um sargento que integrava uma equipe da Polícia Militar, acionada por clientes de um estabelecimento comercial após terem sido agredidos pela travesti. O caso ocorreu no sábado (6), por volta das 21h40, na avenida Marcelo Miranda Soares, bairro Santo Antônio, em Paranaíba (MS).

Segundo o registro policial, diversas pessoas afirmaram que estavam sendo perturbados pela travesti que teria chegado ao local tentando colocar as mãos no prato de comida de um cliente que, ao tentar impedir a ação, foi posteriormente agredido pelas costas com uma pancada na cabeça. A vítima, um homem de 34 anos, disse que não conseguiu identificar o objeto usado na agressão. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Pronto Socorro da Santa Casa com um corte na cabeça.

Após o ataque a autora seguiu com a pertubação, agredindo física e verbalmente os clientes do bar até a chagada dos policiais.

Ao chegarem ao local, a travesti estava em cima do teto de uma residência que fica ao lado do galpão comercial, de onde atirou uma telha contra os policiais quase atingindo a cabeça de um sargento, informa o registro.

Um tiro de arma não letal foi disparado em direção da agressora, momento em que ele fugiu do local passando por cima do telhado das casas próximas.

O caso foi registrado como lesão corporal dolosa, na Delegacia de Polícia Civil.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13