Rádios On-line
11559

Dig apreende adolescente envolvido em dois homicídios

A suspeita se confirmou quando outro adolescente envolvido no crime foi apreendido

27 JAN 2009 - 07h:51Por Redação

Após quase um mês de investigações, policiais da Delegacia de Investigações Gerais (Dig) apreenderam o adolescente de 17 anos envolvido no assassinato de Michele Batista de Oliveira, 18 anos. A vítima foi morta no dia 27 de dezembro, em uma residência situada na rua Antonio Esteves Leal, Jardim Novo Aeroporto, mas o corpo só foi encontrado no dia 29, jogado em um terreno baldio na mesma rua. Porém, o que não se esperava era que o adolescente também estaria ligado a outro homicídio registrado na Cidade: o do garoto de 16 anos morto em frente a um bar na Vila Nova.
De acordo com o delegado Ailton Pereira de Freitas, coordenador da Dig, desde a época do homicídio, a Polícia Civil sabia que havia sido ele um dos autores. A suspeita se confirmou no dia 6 de janeiro, quando outro adolescente envolvido no crime, um garoto de 16 anos, foi apreendido. “Estávamos esperando o momento certo para apreendê-lo, quando recentemente recebemos a informação de que ele estaria dormindo na casa da mãe. Fomos ao local e ele foi detido”, disse.
A apreensão aconteceu por volta das 7 horas de ontem (26), em uma residência situada a rua Alcinda Mendes, bairro Interlagos. De acordo com o delegado, o adolescente não apresentou resistência.
Na Dig, ele informou que teria matado a jovem à pedido do amigo (o adolescente já recolhido na 1ª Delegacia de Polícia). Porém, as versões não batem. Segundo a versão do segundo adolescente, ela (Michele) teria sido agredida a pauladas pelo primeiro garoto, que não teve coragem de esfaqueá-la. Foi quando ele deu dois golpes de faca no pescoço da jovem e os dois a jogaram no terreno baldio.
Já o primeiro adolescente, ouvido quando apreendido, informou que a jovem teria sido espancada e morta pelo parceiro e ele teria apenas a ajudar no transporte do corpo. “O último adolescente a ser detido também disse que o homicídio teria ocorrido por conta de uma dívida da jovem com o comparsa. Agora, um está jogando a responsabilidade para o outro. Mas os dois deverão ser ouvidos novamente pelo delegado responsável pelo inquérito”, disse.

SEGUNDO HOMICÍDIO

Mas os crimes praticados pelo garoto de apenas 17 anos não param por ai. Ao delegado, ele também confessou a participação em um tiroteio ocorrido em um bar – situado na rua Coronel Augusto Correa da Costa, Vila Nova, no dia 20 -, cujo saldo foi de dois baleados e um adolescente de 16 anos morto.
De acordo com Ailton, o garoto alegou ter chegado ao estabelecimento com o adolescente (morto) e mais duas pessoas para tomar cerveja, sendo os dois armados com um revólver, e se desentenderam com uma pessoa que estava no bar – a princípio, Rogério dos Santos Celestino, 22 anos. Pela nota a imprensa divulgada pela Dig, o adolescente apreendido foi quem teria sacado a arma, quando um outro cliente – o policial militar aposentado – também teria pego uma arma. O garoto alega que disparou contra o policial e depois contra Rogério. Mas que não teria “nada contra” as duas vítimas, sabendo que se tratava de um policial aposentado somente após o crime.
 “No entanto, isto tudo deverá ser apurado pelo delegado responsável pelo caso”, disse. O depoimento do adolescente será encaminhado ao delegado Orlando Sacchi, da 1ª DP, para apuração. O adolescente também permanece apreendido na delegacia por força de um mandado de internação provisório. (RP)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13