Rádios On-line
JARDIM IPANEMA

Homem é detido em Três Lagoas após tentar estuprar adolescente grávida

Fato ocorreu na noite desta quinta-feira (16), no bairro Jardim Nova Ipanema, e menor está grávida de quatro meses

17 JUN 2016 - 11h:34Por Kelly Martins

Um homem, de 44 anos, foi detido pela Polícia Militar e encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento de Três Lagoas suspeito de tentar violentar sexualmente uma adolescente, de 16 anos. O fato ocorreu na noite, desta quinta-feira (16), no bairro Jardim Nova Ipanema, e a vítima está grávida de quatro meses.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o suspeito é amigo da família da adolescente. Na tarde desta quinta, a garota foi até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para realizar um exame e estava acompanhada por uma amiga. No entanto, ela teve que ir embora antes do atendimento e a menor, para não ficar sozinha no local, ligou para a mãe pedindo que fosse até à unidade.

Porém, a mulher também disse que não poderia ir por conta de dois outros filhos pequenos e falou então para que a filha ligasse para o suspeito, que por ser amigo da família, poderia acompanhá-la no atendimento médico.

Ainda de acordo com a polícia, o homem foi até a UPA. Após o atendimento, os dois deixaram o local e foram comer um lanche. Em seguida, seguiram para a residência do suspeito. A vítima relatou que sentia frio e iria pegar uma blusa na casa do morador, pois, ela ainda iria fazer um exame no Hospital Auxiliadora devido a alguns problemas de saúde que estava sofrendo por conta da gravidez.

A adolescente contou que dentro da casa, o suspeito tentou abraçá-la e tocou no órgão genital. Ela teria pedido para ele parar, ocasião em que o suspeito a jogou contra o sofá e tentou violentá-la. A menor disse que desferiu socos contra o homem e conseguiu escapar da residência. Ela saiu correndo pedindo socorro e se escondeu dentro de uma loja, onde acionou a polícia.

Ao ser questionado, o homem declarou que a adolescente teria aceitado ter relação sexual com ele em troca de favores, como o acompanhamento na UPA e ainda pelo valor de R$ 100. Disse também que teria oferecido para a menor apenas a quantia de R$ 50 e, por isso, conforme ele, a garota se irritou e quebrou objetos da residência.

As declarações foram contestadas pela vítima. Contudo, o morador prestou depoimento na Depac e foi liberado em seguida. 

Deixe seu Comentário