Rádios On-line
11559

Idoso é brutalmente assassinado com golpes de pá cavadeira

Para especialistas da área criminal este foi um dos crimes mais brutais registrado em TL nos últimos tempos

20 JAN 2009 - 16h:21Por Danilo Fiuza

Nesta manhã a Polícia Civil de Três Lagoas registrou o segundo homicídio do ano na rua José Lopes Barbosa, no Jardim Atenas. O idoso Roque Salles Albuquerque de 69 anos foi assassinado com requintes de crueldade, atingido por diversos golpes de cavadeira na cabeça. O assassinato foi cometido pelo enteado da vítima, André Luiz da Silva de 30 anos, no início da manhã desta terça-feira (20).

De acordo com especialistas da área criminal este foi um dos crimes mais brutais registrado em Três Lagoas nos últimos tempos.

A mãe do acusado, Devanilda Maria de Araújo saiu para trabalhar por volta das 18 horas de ontem (19), e hoje pela manhã havia tentado ligar diversas vezes para o marido, todas as tentativas foram em vão, Roque já estava morto.

Preocupada, ligou para uma das filhas para verificar se estava tudo bem com seu marido. Ao chegar na casa, sua filha se deparou com Roque estirado no chão do banheiro com a cabeça toda estraçalhada. Esta por sua vez, saiu gritando. Os vizinhos acionaram a polícia.

O Crime

André teria pulado o muro da residência de Roque, arrombando a porta de entrada. Quando Roque percebeu a presença de André, correu para o seu quarto e se trancou. A porta do quarto também foi arrombada pelo acusado. No local André teria pegado uma “chapeleira” e desferido um golpe contra Roque. Após o primeiro golpe, André teria arrastado sua vítima até o banheiro, e lá iniciou golpes brutais com pá cavadeira na cabeça de seu padrasto. O acusado saiu da casa, deixando o instrumento do crime perto do portão, do lado de fora da casa de Roque.

Segundo a sua própria irmã, ele chegou a casa dela sujo e foi tomar banho.
Um tempo depois ela recebe a notícia do crime e deduz num primeiro instante que seria seu próprio irmão o autor. Este já havia feito ameaças a Roque, alegando que a vítima estaria fazendo mal a sua mãe.

O casal vivia juntos a nove anos, e segundo Devanilda, sempre teve um ótimo relacionamento com o marido. “Meu filho começou a implicar com ele a pouco tempo, tanto que tive que mudar da casa que morava eu, Roque e André”, disse Devanilda.

A mãe de André destacou ainda que o filho sofria de problemas psicológicos e desconfiava que andava envolvido com entorpecentes.

O acusado foi preso em flagrante e confessou o crime.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13